Ferreira Gullar conta como escreveu “Poema sujo”

Publicado originalmente em 1976, Poema sujo transformou a paisagem da poesia brasileira com sua torrente arrebatadora de versos, expressão máxima de uma subjetividade convulsa pela atmosfera sufocante da ditadura. Neste vídeo, Ferreira Gullar conta como criou o poema, escrito enquanto estava exilado na Argentina.

“Sentia-me dentro de um cerco que se fechava. Decidi, então, escrever um poema que fosse o meu testemunho final, antes que me calassem para sempre.”

Ian McEwan e David Grossman se encontram em São Paulo

menor

Hoje, dia 25 de outubro, dois dos principais autores da Companhia das Letras participam de um encontro especial que comemora os 30 anos da editora: Ian McEwan e David Grossman. O evento acontece às 20h no Sesc Pinheiros, em São Paulo, e terá presença da cantora Adriana Calcanhotto e dos atores Denise Fraga e Wagner Moura, que farão a leitura de trechos das obras dos autores.

Os ingressos para o evento são gratuitos e serão distribuídos a partir das 14h nas bilheterias da rede Sesc da cidade de São Paulo, limitados a dois por pessoa.

O inglês Ian McEwan, autor de Reparação e Amor sem fim, acaba de lançar seu mais novo romance no Brasil, Enclausurado, narrado por um feto que escuta os planos de sua mãe para, em conluio com seu amante, assassinar o marido. Enclausurado é uma amostra sintética e divertida do impressionante domínio narrativo de um dos maiores escritores da atualidade.

Nascido em Jerusalém em 1954, David Grossman lança no Brasil O inferno dos outros, livro em que um humorista expõe seus dramas mais profundos, convertendo o riso em melancolia. Enquanto faz piadas mais ou menos sagazes, no limite do politicamente correto e do bom gosto, passeando por temas tão amplos quanto o conflito Israel-Palestina e os palavrões proferidos por um papagaio, o comediante provoca o riso da plateia, mas também o desconforto. Um romance corajoso e atual, breve mas avassalador, de um dos maiores ficcionistas contemporâneos. 

Já passaram pelos encontros que comemoram os 30 anos da Companhia das Letras os autores Robert Darnton, Alberto Manguel e Mia Couto, que em sua passagem pelo Brasil conversou com Maria Bethânia e com o jovem escritor Julián Fuks, finalista do Prêmio Jabuti 2016. McEwan e Grossman encerram a comemoração com o público fã das letras.

Marque na agenda

chico-24-10

Ian McEwan no Fronteiras do Pensamento
Ian McEwan, que acaba de lançar Enclausurado no Brasil, participa da conferência do Fronteiras do Pensamento em Porto Alegre e em São Paulo. Confira as datas:

  • Porto Alegre
    Segunda-feira, 24 de outubro, às 19h45
    Local: Salão de Atos da UFRGS — Av. Paulo Gama, 110 — Porto Alegre, RS
  • São Paulo
    Quarta-feira, 26 de outubro, às 19h45
    Local:  Teatro Cetip no Complexo Ohtake Cultural — Rua dos Coropés, 88, Pinheiros — São Paulo, SP

Lançamento de Viva a língua brasileira!
Sérgio Rodrigues conversa com leitores e autografa Viva a língua brasileira! em Curitiba e no Rio de Janeiro.

  • Curitiba
    Terça-feira, 25 de outubro, às 19h
    Local: Biblioteca Pública do Paraná — Rua Cândido Lopes, 133, Centro — Curitiba, PR
  • Rio de Janeiro
    Quinta-feira, 27 de outubro, às 18h
    Local: Livraria Leonardo da Vinci — Av. Rio Branco, 185 — Rio de Janeiro, RJ

Encontro com David Grossman e Ian McEwan
Terça-feira, 25 de outubro, às 20h
Encerrando as comemorações dos 30 anos da Companhia das Letras, David Grossman e Ian McEwan se encontram em São Paulo nesta terça-feira. O evento também contará com leitura de trechos das obras dos autores por Adriana Calcanhoto, Denise Fraga e Wagner Moura. Os ingressos são gratuitos e serão distribuídos a partir das 14h do dia 25 nas bilheterias da rede Sesc da cidade, limite de dois por pessoa.
Local: Sesc Pinheiros — Rua Pais Leme, 195 — São Paulo, SP

Lançamento de Novos caminhos, novas escolhas
Quarta-feira, 26 de outubro, às 18h30
Abilio Diniz lança pela Editora Objetiva o livro Novos caminhos, novas escolhas, em São Paulo.
Local: Livraria Saraiva do Shopping Pátio Higienópolis — Av. Higienópolis, 618 — São Paulo, SP

Tostão autografa seu livro
Quinta-feira, 27 de outubro, às 19h
O ex-jogador Tostão autografa seu livro, Tempos vividos, sonhados e perdidos, em Belo Horizonte.
Local: Livraria Leitura do Shopping Pátio Savassi — Av. do Contorno, 6061 — Belo Horizonte, MG

Debate com Jeremías Gamboa
Quinta-feira, 27 de outubro, às 19h
O escritor peruano Jermías Gamboa, autor de Contar tudo, participa do debate “O outro no labirinto” no Instituto Cervantes.
Local: Instituto Cervantes — Avenida Paulista, 2439 — São Paulo, SP

Lançamento de Rio em Shamas
Sexta-feira, 28 de outubro, às 15h
Anderson França, o Dinho, autografa o livro Rio em Shamaslançamento da Editora Objetiva, no Rio de Janeiro.
Local: Estação Central do Brasil — Praça Cristiano Ottoni — Rio de Janeiro, RJ

Feira do Livro de Porto Alegre
Começa na próxima sexta-feira, dia 28 de outubro, mais uma edição da Feira do Livro de Porto Alegre, que acontece na Praça da Alfândega, no centro da cidade. Veja a programação com nossos autores que estarão por lá:

  • Jeremías Gamboa
    Sábado, 29 de outubro, às 18h30
    Palestra com o autor no Auditório Barbosa Lessa CCCEV. Autógrafos às 20h no Pavilhão de Autógrafos.
  • Eucanaã Ferraz
    Sábado, 29 de outubro, às 19h
    Bate-papo com o autor de Escuta no Teatro Carlos Urbim.
  • David Grossman
    Domingo, 30 de outubro, às 11h
    Lançando O inferno dos outros no Brasil, o autor participa de palestra no Teatro São Pedro.

Anunciados os finalistas do Prêmio Jabuti 2016

jabuti

Na noite desta sexta-feira, dia 21 de outubro, a Câmara Brasileira do Livro anunciou os finalistas do Prêmio Jabuti de 2016. Conheça as obras do Grupo Companhia das Letras indicadas nas categorias romance, conto e crônica, poesia, tradução, capa, ilustração, adaptação, livro infantil, ciências humanas, comunicação, economia, gastronomia, reportagem e documentário, teoria e crítica literária.

Adaptação

— Dois irmãos, de Fábio Moon e Gabriel Bá (Quadrinhos na Cia.)

Capa

— Alceu Chiesorin Nunes pela capa de O gigante enterradode Kazuo Ishiguro (Companhia das Letras)

Ciências humanas

— A capital da vertigemde Roberto Pompeu de Toledo (Editora Objetiva)

— Brasil: uma biografiade Heloisa M. Starling e Lilia Moritz Schwarcz (Companhia das Letras)

— Flores, votos e balas, de Angela Alonso (Companhia das Letras)

Comunicação

— O estado de Narciso, de Eugênio Bucci (Companhia das Letras)

Contos e crônicas

— As mentiras que as mulheres contam, de Luis Fernando Verissimo (Editora Objetiva)

— Jeito de matar lagartas, de Antonio Carlos Viana (Companhia das Letras)

— Rio de Janeiro, de Luiz Eduardo Soares (Companhia das Letras)

Economia, administração, negócios, turismo, hotelaria e lazer

— Devagar e simplesde André Lara Resende (Companhia das Letras)

Gastronomia

— O frango ensopado da minha mãede Nina Horta (Companhia das Letras)

Ilustração

— Dois irmãos, de Fábio Moon e Gabriel Bá (Quadrinhos na Cia.)

— Todo Bob Cuspe, de Angeli (Quadrinhos na Cia.)

Infantil

Inês, de Roger Mello (Companhia das Letrinhas)

— Malala, a menina que queria ir para a escola, de Adriana Carranca (Companhia das Letrinhas)

Poesia

— Agora aqui ninguém precisa de si, de Arnaldo Antunes (Companhia das Letras)

Reportagem e documentário

— A noite do meu bem, de Ruy Castro (Companhia das Letras)

— Bateau Mouche, de Ivan Sant’Anna (Editora Objetiva)

— Política, propina e futebol, de Jamil Chade (Editora Objetiva)

Romance

A resistência, de Julián Fuks (Companhia das Letras)

— Ainda estou aqui, de Marcelo Rubens Paiva (Alfaguara)

— O Grifo de Abdera, de Lourenço Mutarelli (Companhia das Letras)

Teoria/Crítica literária, dicionários e gramáticas

— Cenário com retratos, de Antonio Arnoni Prado (Companhia das Letras)

Tradução

— Guilherme da Silva Braga pela tradução de A ilha da infância, de Karl Ove Knausgård (Companhia das Letras)

— Lawrence Flores Pereira pela tradução de Hamletde William Shakespeare (Penguin-Companhia)

— Paulo Geiger pela tradução de O livro da gramática interiorde David Grossman (Companhia das Letras)

 

Confira a lista com todos os indicados. Os vencedores de cada categoria serão anunciados no dia 11 de novembro.

Semana trezentos e vinte

Companhia das Letras

Freud (1901-1905) Teoria da sexualidade, “O caso Dora” e outros textos, de Sigmund Freud (tradução de Paulo César de Souza)
Este sexto volume das obras completas de Freud traz textos fundamentais para o entendimento da psicanálise, como “Três ensaios sobre a teoria da sexualidade” que recorre a sexólogos contemporâneos do psicanalista e às observações feitas a partir de seus pacientes para enfatizar a centralidade do sexo na vida humana. Tratando das aberrações sexuais, da sexualidade infantil e adulta, Freud amplia e reformula o conceito de sexualidade. Outro grande texto deste volume é “O caso Dora”, primeiro dos cinco casos clínicos mais importantes de Freud. Interpretando dois sonhos de “Dora”, ele procura desvendar seus sintomas histéricos e sua correlação com a recusa do sexo.

Alfaguara

O marechal de costas, de José Luiz Passos
Operando no limite entre fato e ficção, O marechal de costas traça um retrato sem paralelos da história do país. Por trás de um olhar imóvel e de um silêncio desconcertante, o marechal Floriano definiu o período mais turbulento da nossa República. Mas o marechal de ferro oculta o sonhador casado com a própria irmã e obcecado por Napoleão Bonaparte. Nascido em Alagoas, Floriano é a figura de maior importância política nos primeiros anos da República. Nas páginas deste romance, passado e presente se intercalam de forma espantosa. Acompanhamos não só um Floriano Peixoto humano e o nascimento da República, como os acontecimentos turbulentos do presente, por meio de uma antiga cozinheira que segue, de perto, as manifestações de 2013 e seus desdobramentos políticos. Um livro poderoso sobre a construção de nossa nação.

A vista particular, de Ricardo Lísias
A improvável parceria entre um artista plástico recluso e um traficante dará início a uma das jornadas mais absurdas e cômicas da literatura brasileira. José de Arariboia é um artista relativamente bem-sucedido. Sua série de quadros sobre o Rio de Janeiro fez algum sucesso, e ele está prestes a montar sua primeira exposição individual. Mas tudo muda quando ele é visto subindo a favela do Pavão-Pavãozinho. Ninguém sabe o que acontece por lá. Na volta, uma inesperada performance deixa as pessoas em delírio. O que poderia ter sido uma catástrofe se transforma em sensação. Filmado pelos pedestres, o acontecimento se torna um fenômeno na internet, e Arariboia arma uma parceria com Biribó, o traficante do morro, que está disposto a ajudar o artista em uma nova e ousada ideia. Mescla de sátira feroz e crítica social, A vista particular é um livro que leva ao limite — e nos faz questionar — os absurdos do cotidiano.

Objetiva

Rio em shamas, de Anderson França (Dinho)
Com mais de 40 mil inscritos em sua página do Facebook, Anderson França destila humor em suas crônicas sobre o subúrbio do Rio de Janeiro. É o Rio de Janeiro, mas poderia ser a periferia de São Paulo, ou a região metropolitana do Recife, até mesmo o subúrbio de uma cidade de médio porte. Com textos repletos de humor e ironia, Rio em shamas traz um olhar diferente sobre a cidade, seus moradores e a relação entre diversas camadas sociais. Com linguagem e estilo singulares, Anderson França é capaz de fazer o leitor gargalhar, pensar e se emocionar com seus textos cheios de força. A crônica, o mais brasileiro dos gêneros literários, sempre conversou com o cotidiano e a irreverência. Neste livro, Dinho traz o gênero para a era da internet: tão compartilhável quanto um post do Facebook, engraçado como uma piada de Whatsapp e tão ágil quanto um tweet.

Seguinte

Chapeuzinho esfarrapado e outros contos feministas do folclore mundial, organizado por Ethel Johnston Phelps e ilustrações de Bárbara Malagoli
Quem disse que as mulheres nos contos de fadas são sempre donzelas indefesas, esperando para ser salvas pelo príncipe encantado? Esta coletânea reúne narrativas folclóricas do mundo inteiro — do Peru à África do Sul, da Escócia ao Japão — em que as mulheres são as heroínas das histórias e vencem os desafios com esforço, coragem e muita inteligência. O livro é para todo mundo que não se identifica com as princesas típicas dos contos de fadas. É para garotas e garotos, para que todos possam aprender que as maiores virtudes de um herói não são exclusivas a um só gênero. Enriquecida com textos de apoio e ilustrações modernas, esta edição é uma fonte inestimável de heroínas multiculturais – e indispensável para qualquer estante.

Fontanar

João de Deus, um médium no coração do Brasil, de Maria Helena P.T. Machado
Nos últimos anos João de Deus foi catapultado ao papel de celebridade. Homem carente de educação formal, oriundo do interior de Goiás, seu nome é conhecido hoje por pessoas dos mais diversos países, que o consideram o maior curador vivo da atualidade. Calcula-se que o médium brasileiro atenda, por meio da sua “corrente da cura” e de cirurgias espirituais, pelo menos 1500 pessoas por dia na Casa Dom Inácio de Loyola, localizada na pequena cidade de Abadiânia. Personalidades internacionais como Oprah Winfrey, Shirley McLaine, Marina Abramovic e Wayne Dwyer – campeão mundial de vendas de livros de autoajuda – visitaram o médium e se mostraram publicamente impressionados por seu trabalho. Políticos brasileiros do alto escalão frequentam a Casa. Não faltam testemunhas para falar das curas mais extraordinárias realizadas por João de Deus. Única pessoa até hoje a receber o consentimento de João de Deus para escrever um livro, Maria Helena P. T. Machado parte de seu encontro pessoal com ele para procurar entender tamanho fenômeno. Por meio de entrevistas com os voluntários da Casa, pessoas próximas ao médium e uma pesquisa extensa e profunda sobre a diversidade religiosa no Brasil, ela apresenta um material exclusivo e impressionante sobre o líder espiritual que fascina pessoas de todas as partes do planeta.

Reimpressões

Fabián e o caos, de Pedro Juan Gutiérrez
Diário de um ano ruim, de J. M. Coetzee
Like a rolling stone, de Greil Marcus
O ano da morte de Ricardo Reis, de José Saramago
Poemas escolhidos, de Elizabeth Bishop
Viva a língua brasileira!, de Sérgio Rodrigues
Cadê o meu penico?, de Mij Kelly
Histórias de antigamente, de Patricia Auerbach
O menino que chovia, de Cláudio Thebas
Cozinha confidencial, de Anthony Bourdain
O valor do amanhã, de Eduardo Giannetti
After 1, de Anna Todd
O acordo, de Elle Kennedy
O erro, de Elle Kennedy
Grandes esperanças, de Charles Dickens
O mal-estar na civilização, de Sigmund Freud
Maus, de Art Spiegelman
Aristóteles e Dante descobrem os segredos do Universo, de Benjamin Alire Sáenz
Felizes para sempre, de Kiera Cass
Laços de sangue, de Richelle Mead