Semana catorze

Os lançamentos desta semana foram:

Em trânsito, de Alberto Martins
Os poemas de Em trânsito têm uma delicada linha narrativa, uma nítida espinha dorsal, visível quando o leitor acompanha o olhar do poeta em seu trajeto cotidiano para o trabalho e de volta para casa, e em seus pequenos trajetos aleatórios: são cenas corriqueiras, que transmitem a consciência constante de estar no mundo em companhia — e de partilhar a experiência dessa travessia com a multidão. A beleza desses poemas toca especialmente o leitor urbano, que busca definir e reconhecer seu trajeto no mundo apesar da infinidade de referências que o cerca e comprime.

Uma história de pinguim, de Antoinette Portis (Tradução de Júlia Moritz Schwarcz)
Imagine morar em um lugar onde só há o branco da neve, o azul do mar e o preto da noite. Para a pobre Edna, essas são as cores do mundo. Verdade verdadeira: ela mesma, pinguim que é, parece toda tintada de branco e preto, assim como seus amigos. Mas Edna não se conforma com essa paisagem tão pobrinha. Ela tem uma certeza das grandes e aposta qualquer coisa no fato de que existe, sim, “alguma outra coisa”. Até que, um dia, Edna e os demais pinguins recebem uma visita especial, bem chamativa, forte, brilhante! Adivinhe só…