O Jabuti dos ilustradores

Por Júlia Moritz Schwarcz

Na semana passada aconteceu a cerimônia de entrega do prêmio Jabuti. O Roger Mello ganhou o segundo melhor infantil, com o Carvoeirinhos, e a Ângela-Lago, o terceiro, com o Visita dos dez monstrinhos. Nenhum dos dois podia vir para a cerimônia, e fui escalada para buscar algumas tartarugas (o autor recebe uma e a editora, outra).

Ainda a caminho da Sala São Paulo, me dei conta de que os três infantis vencedores foram feitos por autores-ilustradores — em primeiro lugar ganhou o Nelson Cruz e seu Herdeiros do Lobo. Não é super notável isso?

Notável por alguns aspectos. Em primeiro lugar, esses são livros que tiveram texto, ilustração e diagramação criados em conjunto, por uma mesma pessoa. No caso desses três, sei que foram projetos concebidos pelos artistas, e não uma encomenda das editoras.

Em segundo, acho demais que artistas reconhecidíssimos por seu trabalho como ilustradores de livros infantis escrevam também as histórias, e tão bem: os textos são muito bons, têm estilos originais, criativos.

De alguns anos pra cá, a discussão sobre a importância e o papel dos ilustradores nos livros para crianças cresceu muito. Vários deles se uniram como um grupo, e passaram a exigir participação nos direitos autorais — em geral são contratados e pagos pelo trabalho assim que entregam os originais e pronto, acabou-se o seu elo com o livro. É importante considerar que os ilustradores têm também autoria na obra, e que contam a sua história do livro, às vezes em uma narrativa totalmente colada ao texto, às vezes com a sua versão, que corre paralelamente à outra.

Esse Jabuti reafirmou a importância da atuação dos ilustradores na literatura infantil; além de mostrar como alguns deles são também escritores excepcionais. Não é de se estranhar, se pensarmos que são narradores com seus desenhos, habituados ao mundo da ficção. Deve ser muito legal saber transitar entre linguagens diferentes — musicar o próprio poema, cantar a própria música, ilustrar a própria história, ou quem sabe escrever a história para a sua própria ilustração.

* * * * *

Júlia Moritz Schwarcz é editora dos selos Companhia das Letrinhas e Cia. das Letras. Ela contribui quinzenalmente para o blog com textos sobre literatura infantil.

10 Comentários

  1. […] Vortex Cultural, o Flávio Vieira resenhou o livro Elite da Tropa. Júlia Moritz Schwarcz falou sobre ilustrações, texto e diagramação lá no Blog da Companhia das Letras. No blog da […]

  2. JOKA - joão carlos faria disse:

    Estou me acustumando ao atual universo da literatura infantil e já observei o talento dos ilustradores.
    Pena que não escrevo para este universo.
    Quem sabe tem que fluir não podemos nos apegar aos apelos comerciais.
    Quanto a desenhar, pintar. fazer música e cinema seria muito bom.
    Deixo para outras vidas nesta se escrever bons livros já vale a pena.
    Beijos incendiários …

  3. Nelson Cruz disse:

    Prezada Júlia, , agradeço seus parabéns pela minha premiação. É um momento inesquecível receber a estatueta e rever amigos. Parabéns à Cia das Letras que recebeu doze Jabutis e foi a grande premiada desse ano. A aquisição do Os herdeiros do lobo pelo PNBE/2011 foi outro reconhecimento que muito me alegrou esse ano. Particularmente, me senti tocado por sua declaração quanto à importância do autor de ilustração na narrativa do livro. Não é comum um editor expor publicamente esse reconhecimento mencionando, inclusive, a justiça de direitos autorais de imagem para seus criadores. Valeu. Um abraço.

  4. Andrea Ebert disse:

    fiquei muito feliz de ler este texto. Sou ilustradora e sei que 100% do livro infantil é ilustração – nunca vi livro infantil somente com texto – mas livro infantil somente com ilustração sim.

  5. Sandra Ronca disse:

    Muito boa sua observação e comentário, Júlia. Há algum tempo a ilustração nos livros infantis vem ganhando força e voz propria. Nunca brigando com o texto, mas agregando valor a ele. Crescendo juntos, quando o autor (ou autores) consegue essa alquimia o resultado é surpreendente. Parabens aos vencedores!

  6. É uma notícia muito boa ilustradores/autores serem reconhecidos. Na minha opinião o ilustrador nada mais é que um escritor que se utiliza das imagens para contar sua história. Parabéns Roger Mello, Ângela Lago e Nelson Cruz, ilustradores/autores talentosíssimos!

  7. […] This post was Twitted by Chris_Angelotti […]

  8. […] This post was Twitted by Ink3 […]

  9. […] This post was Twitted by lupevision […]

  10. […] This post was mentioned on Twitter by Marcelo Martinez and Mario Alberto, Companhia das Letras. Companhia das Letras said: Os livros infantis premiados pelo Jabuti deste ano e a valorização dos ilustradores, na coluna de Júlia M. Schwarcz: http://bit.ly/9Xjo00 […]

Deixe seu comentário...





*