Links da semana

O lançamento de Diário da queda em Porto Alegre foi um sucesso, obrigada a todos que compareceram! As fotos já estão no nosso álbum do Picasa. O lançamento em São Paulo será dia 29, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, a partir das 19h. Leia a entrevista que Michel Laub deu ao jornal Zero Hora.

A casa e a biblioteca de José Saramago foram abertas para visitação. Leia o relato de Isabel Coutinho, que acompanhou a cerimônia.

No 4º jogo da Copa de Literatura Brasileira, Do fundo do poço de vê a lua enfrentou Os malaquias, e saiu vitorioso.

O Twitter completou 5 anos de existência nesta segunda-feira, e o Estadão relembrou uma entrevista feita com Jack Dorsey, um de seus criadores, em 2009.

No Meia Palavra, a Taize resenhou As entrevistas da Paris Review, a Anica leu o policial Mortalha para uma enfermeira, de P.D. James e oPalazo falou sobre Ordinário, do Rafael Sica. O Felippe comentou Só garotos, da Patti Smith, e o Luciano leu O acidente, de Ismail Kadaré.

Emanuela, do blog Interrogação, foi ao lançamento de Ordinário em Curitiba e aproveitou para entrevistar Rafael Sica.

A Cinemateca Brasileira fará uma mostra especial com filmes baseados ou inspirados na obra de Lygia Fagundes Telles, em homenagem ao 88º aniversário da escritora.

O André, do Amálgama, resenhou Suor, de Jorge Amado. No mesmo site, o Daniel comentou Mecanismos internos, de J.M. Coetzee.  No blog O Espanador, a Luani falou sobre Retalhos, de Craig Thompson.

O Prêmio Jabuti aumentou o número de categorias, e passa a premiar apenas o 1º colocado de cada uma delas.

O Raphael, do blog Contraversão, resenhou Invisível, de Paul Auster, Ordinário, de Rafael Sica.  A Carolina, do blog A macaca, comentou As boas mulheres da China, de Xinran.

Luís Giron comentou o ensaio em que Tolstói contesta a arte de Shakespeare.

Álvaro Costa e Silva resenhou Tanto faz & Abacaxi, de Reinaldo Moraes, para o jornal O Globo. A Laura, do blog Geleia Geral, leu Do fundo do poço se vê a lua, de Joca Terron.

Você sabia que o costume de assinar documentos para autenticá-los existe desde o século II?

O Leandro, do blog Ensaios Ababelados, falou sobre a adaptação cinematográfica de Não me abandone jamais. O Júlio, do blog Paisagens da crítica, comentou Honra teu pai, de Gay Talese.

Voluntários de diversas cidades japonesas estão reunindo fotos que mostram a situação das bibliotecas do país após o terremoto.

3 Comentários

  1. admin disse:

    Bom dia, Luciano

    “Ilusões pesadas” será publicado sim, seu lançamento está previsto para esta semana.

  2. Luciano Serafim disse:

    E o livro de Sacha Sperling, ILUSÕES PESADAS, não será mais publicado? Saiu do site da Companhia…

Deixe seu comentário...





*