Mensagem de uma mãe chinesa desconhecida

Em seu novo livro, Xinran aborda a questão do abandono e até do infanticídio de bebês do sexo feminino na China, causados na maior parte por uma combinação entre uma cultura patriarcalista e o baixo nível de educação longe dos grandes centros urbanos, aliados à severidade da lei do filho único.

No livro, a autora conta a história de 10 mães que tiveram que se despedir de suas filhas, deixando claro que, por mais que tenham sentido a obrigação de seguir uma tradição, a memória permanece como uma cicatriz em suas vidas. Mas, se por um lado Xinran fala do abandono, ela também aborda os felizes encontros entre os bebês entregues à adoção e seus novos pais, espalhados por todo o mundo.

Para falar um pouco sobre o tema, pedimos que a autora respondesse algumas perguntas nossas via Skype. O resultado você confere abaixo:

Leia a resenha publicada no Estadão para Mensagem de uma mãe chinesa desconhecida.