O muro: crescendo atrás da Cortina de Ferro

Imagine crescer em um lugar de onde não se pode sair, em que tudo é regulado ou proibido, até mesmo desenhar. Peter Sís fala de sua própria experiência narrando, com traços e memórias, o seu dia a dia no lado oriental e comunista da Cortina de Ferro durante a Guerra Fria. Depois da infância repleta de privações, dos anos de revolta na adolescência, Sís alcança, através da arte, o sonho de ser livre.

Peter Sís foi o vencedor do Hans Christian Andersen em 2012, o maior prêmio de literatura infantil.

2 Comentários

  1. […] O Muro: crescendo atrás da cortina de ferro, de Peter Sís […]

  2. Deve ser lindo esse livro. Sou fascinada pelo pensamento das pessoas que viveram do outro lado do muro, do outro lado do mundo. Tão diferente do nosso.
    Beijos
    Adriana

Deixe seu comentário...





*