O muro: crescendo atrás da Cortina de Ferro

Imagine crescer em um lugar de onde não se pode sair, em que tudo é regulado ou proibido, até mesmo desenhar. Peter Sís fala de sua própria experiência narrando, com traços e memórias, o seu dia a dia no lado oriental e comunista da Cortina de Ferro durante a Guerra Fria. Depois da infância repleta de privações, dos anos de revolta na adolescência, Sís alcança, através da arte, o sonho de ser livre.

Peter Sís foi o vencedor do Hans Christian Andersen em 2012, o maior prêmio de literatura infantil.