Desapontamentos III

Por Joca Reiners Terron

O poeta boxeur Arthur Cravan

1.
Técnica: afinal, após horas de luta consigo mesmo e quando começar a escrever facilmente, levante e interrompa o texto (desconfie).

2.
Escrever é um trabalho braçal (método): 1) 10 horas de bloqueio diante do teclado; 2) O cérebro hiberna; 3) Braços e mãos fazem o resto.

3.
Alguns diriam que estou enrolando, mas prefiro pensar que estou apenas aquecendo os motores.

4.
O leitor aproveitou a viagem para comprar cinquenta e sete livros. Quando retornou, esqueceu as sacolas num canto e sacou da estante algo para reler.

5.
O ideal seria: comprar um livro muito desejado e lê-lo em seguida. A realidade é: comprar trinta livros desejados e ler 1/3 deles pela metade.

6.
A internet cada vez mais vasta; tua quitinete cada dia mais exígua; tua roupa hoje não amanheceu mais justa? Hora de abandonar a nave!

7.
Basta de tuitopias! Chega de tuitopadas! Necas de tuititicas! Vão todos se desentuitixicar!

8.
O número 44 está para a literatura (Leminski, Tchekov, Saint-Exupéry, Stevenson, Lawrence etc) assim como 27 está para o rock’n’roll.

9.
Poucas coisas são tão brutais quanto o despertador na segunda-feira de manhã.

10.
E se todas as pessoas que falam sozinhas pelas ruas começassem a conversar umas com as outras?

11.
Minha sombra anda me distorcendo por aí.

12.
A selva inteira mija em cima do leão velho.

13.
Ter filho adolescente é viver de novo a adolescência. Agora você sabe o que há de errado, mas não pode avisar. E se avisar, não será ouvido.

14.
Nada mais triste do que um homem-sanduíche morrendo de fome.

15.
Como trabalhar dá trabalho.

16.
Fãs dos Ramones: GABBA GABBA HEY. Leitores de Gabriel García Márquez: GABO GABO REY.

17.
Mimimi acerca de mimimi também não é mimimi? Mimiminimizem-se!

18.
A moça disse “olhar não tira pedaço” ao cara de óculos. Não sabia que o nome dele era Clark Kent.

19.
Vamos parar com esse negócio de superfaturar o nu frontal: o único nu que interessa é o nu horizontal.

20.
Por delicatéssens perdi minha vida.

21.
The Little Review: Qual foi o momento mais feliz de sua vida?

Mina Loy: Cada momento que passei junto a Arthur Cravan.

22.
The Little Review: E o mais desgraçado? (Responda se quiser.)

Mina Loy: O resto do tempo.

23.
Todo SMS é um pouco SOS.

24.
Me referi ao iphone como “traquitana” e imediatamente surgiu uma bengala em minha mão e me conduziram à sala aonde outros velhinhos vêem tv.

25.
Vida não contada, vida não vivida. Mas isso era antes. Agora, com os celulares, toda vida tem inclusive trilha sonora.

26.
Malthusianamente, os escritores brasileiros aumentam em progressão geométrica, enquanto os leitores em aritmética (subtração). Paradoxo?

27.
Max Bróder (MC Kafka).

28.
Mina discutindo com namorado ciumento no ônibus que subia a serra: “Pô, Jair, não fala coisa sem anexo!”

29.
“Mas eu vou”. Teria sido um grande epitáfio. “@folhailustrada: Os jornais não vão morrer”, diz Talese.

30.
“Sumir do mapa” é um clichê, mas dos bem bonitos.

* * * * *

Joca Reiners Terron é escritor. Publicou Curva de rio sujoSonho interrompido por guilhotina, entre outros. Pela Companhia das Letras, lançou seu último romance, Do fundo do poço se vê a lua, e relançou seu primeiro, Não há nada lá. Ele contribui para o blog com uma coluna quinzenal.
Site – Twitter – Facebook

7 Comentários

  1. […] mais Desapontamentos I, II, III e […]

  2. Juliette disse:

    Esta foi ótima porque a sensacão é que o mundo ficou tão oco, artificial, mentiroso…pessoas perdidas em si mesmo, sei la.

    “Basta de tuitopias! Chega de tuitopadas! Necas de tuititicas! Vão todos se desentuitixicar

  3. “Nada mais triste do que um homem-sanduíche morrendo de fome.”
    Visualizei e, realmente…

  4. Tony Bellotto disse:

    Nunca é tarde para iniciar uma parceria…

  5. joca terron disse:

    Valeu, Ricardo! Taí, Tony: obrigado pelo título do livro, haha!

  6. Tony Bellotto disse:

    Muito bom, Joca! Pendurei na minha mesa de trabalho. É o meu Seichonoiê-iê-iê.

  7. Ricardo Emmel Böck disse:

    A 16 foi genial!

Deixe seu comentário...





*