2013

Por Otávio Marques da Costa

Fechamos 2012 com a alegria de ver a grande repercussão crítica e o ótimo desempenho comercial de Barba ensopada de sangue (Daniel Galera). De quebra, os direitos de publicação vendidos para oito países. Ainda melhor, parece que o livrou entrou num circuito mais amplo — notei isso quando amigos que não são exatamente leitores assíduos falaram a respeito —, o que faz lembrar um tempo no qual a boa literatura tinha outro impacto, e os grandes lançamentos viravam assunto não só em algumas rodas.

O momento não poderia ser mais oportuno (e alvissareiro!). 2013, além de ter o Brasil como país convidado da Feira de Frankfurt, promete ser um dos melhores anos para a ficção nacional na editora. Pesos-pesados da casa, como Bernardo Carvalho, Marçal Aquino, Milton Hatoum, Tony Bellotto e possivelmente Chico Buarque, terão livros novos. E uma bela safra da nova, da nem tão nova e da novíssima gerações de ficcionistas virá lhes fazer companhia: Amilcar Bettega Barbosa, Andrea del Fuego, Carlos de Brito e Mello, Daniel Pellizzari, J.P. Cuenca, Joca Reiners Terron, Juliana Frank, Luiz Ruffato, Marcelo Backes, Michel Laub, Paulo Scott, Rodrigo Lacerda e Simone Campos. Não deve parar por aí: dia sim, dia não o colega André Conti, que entre outras missões é encarregado de encontrar o melhor da ficção contemporânea, vem contar, entusiasmado, sobre originais que não podemos deixar de publicar. Pois é, para o terror dos amigos do departamento de produção, com tanta coisa boa chegando será difícil fechar a programação do ano que vem na data combinada.

Nossa seleção brasileira terá também seus destaques na não ficção, como, entre tantos outros, o aguardado segundo volume da biografia de Getúlio Vargas, por Lira Neto, que trará novas luzes sobre a Revolução de 30 e o envolvimento do Brasil na Segunda Guerra; um estudo da influência do político, diplomata e megaempresário Nelson Rockefeller por essas plagas e suas receitas para o desenvolvimento do capitalismo brasileiro, com o título provisório O amigo americano, de Antonio Pedro Tota; a crônica dos anos Lula por Fernando Morais; uma história das guerras desconhecidas do Brasil, resultado de reportagem premiada de Leonencio Nossa; o relato da jornalista Adriana Carranca sobre a luta de Malala Yousufzai, a menina paquistanesa que denunciou atrocidades cometidas pelos Talibãs por meio de seu blog; e até uma história do CERN, o maior acelerador de partículas do mundo (e talvez o experimento mais ambicioso de todos os tempos), que confirmou a existência da partícula elementar, o bóson de Higgs, escrita pelo físico Rogério Rosenfeld.

Enfim, um 2013 com muitos e bons livros brasileiros para todos!

* * * * *

Otávio Marques da Costa é publisher dos selos Companhia das Letras e Penguin-Companhia.

17 Comentários

  1. Diana (admin) disse:

    Oi, Ana. Ainda não temos data para o novo livro de Amilcar Bettega.

  2. Ana Margareth disse:

    Ainda não terminei o livro do Daniel Galera, o Barba ensopada de sangue, está demorando mais do que pensei por que é impossível ler rapidamente sem saborear, curtir, fruir. Cada frase é exata, nada falta, nada sobra, isso sem engessar o pensamento, o sentimento. Muito visual, musical, um grande trabalho mesmo.

  3. Ana disse:

    Para quando o livro do Amilcar Bettega?

  4. Carolina Macedo disse:

    A Cia. das Letras é umas das editoras que conheço que tem umas das panelinhas mais ferrenhas do meio literário.

  5. Diana (admin) disse:

    Por enquanto não, Guilherme.

  6. Guilherme disse:

    Alguma vaga previsão para mais David Mitchell além de Jacob Zoet? number9dream e Cloud Atlas, por exemplo.

  7. Eduardo Baumann disse:

    E Faíscas, de Carol Bensimon? Tá previsto pra 2013? (Expectativa modo on.)

Deixe seu comentário...





*