Duas comemorações

Por Luiz Schwarcz

Saramago e Mia Couto

O meu post de hoje vem apenas comemorar dois eventos importantes. O primeiro acontecerá no dia 13 de agosto, no Sesc Consolação, e contará com a presença de Pilar del Río, Mia Couto, Milton Hatoum e Andréa del Fuego. Nesse dia lançaremos as novas edições de Memorial do Convento e Levantado do chão, os dois únicos livros de José Saramago que não haviam sido publicados pela Companhia das Letras. Realizaremos, assim, um desejo antigo do escritor português, que a cada vinda ao Brasil me cobrava uma atitude, no sentido de reunir toda a sua obra em uma só editora.

Sempre expliquei ao José que estávamos de mãos atadas. A editora Caminho, que o representava, havia assinado um contrato sem prazo de encerramento com outra editora brasileira. E o cancelamento desse documento tinha que partir deles, não de nós. Apesar dos pedidos reiterados do seu principal autor, a Caminho nunca foi a fundo nem quis lidar diretamente com esse assunto.

Agora, com os direitos em posse da Fundação Saramago, e com a ajuda de Silvia Gandelman, chegamos a um acordo com a antiga detentora, a editora Bertrand Brasil, e a celebração é portanto mais do que justa. Pilar estará entre nós relembrando tantos momentos em comum e festejando a realização de um desejo tão antigo.

O segundo motivo de comemoração tem a ver com Vinicius de Moraes. A razão de minha alegria, neste caso, é a assinatura do acordo com a família de Vinicius para a edição completa das obras do autor em formato digital.

A partir de outubro, o mês do centenário de nascimento de VM, suas obras estarão disponíveis em sua completude, incluindo todos os aparatos críticos. A versão existente, que não é de nossa responsabilidade, não traz o texto definitivo, conforme o estabelecimento realizado para nossas edições. Tenho mais a dizer sobre a obra de Vinicius e as celebrações que ocorrerão ao longo desse segundo semestre, mas o farei em ocasiões futuras.

Ps.: queridos amigos aqui do blog, tirarei um tempo de férias como colunista. Durante esse período, ainda indeterminado, meu espaço quinzenal às quintas será ocupado por novos autores da casa. Curtam as (minhas) férias. Abraços.

* * * * *

Luiz Schwarcz é editor da Companhia das Letras e autor de Linguagem de sinais, entre outros. Ele contribui para o Blog da Companhia com uma coluna quinzenal chamada Imprima-se, sobre suas experiências como editor.