Daniel Galera vence Prêmio São Paulo de Literatura com o romance “Barba ensopada de sangue”


(Foto por Renato Parada. Capa por Alceu Nunes.)

Anunciado nesta segunda-feira, 25 de novembro, a Prêmio São Paulo de Literatura teve Daniel Galera como grande vencedor. Seu romance Barba ensopada de sangue foi escolhido pelo júri como Melhor Livro do Ano de 2012. O autor, que não pode comparecer à cerimônia Museu da Língua Portuguesa, receberá R$ 200 mil da Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo.

O destaque na obra de Galera, segundo os jurados, é a construção do personagem principal, um professor de educação física que tenta desvendar o que está por trás da morte misteriosa do avô, em um vilarejo de pescadores. “Fica, deste grande romance, a impressão de que não lembraremos do rosto do personagem, mas do traçado que ele deixa nas águas da literatura contemporânea”, observou o júri.

Antes de seu lançamento, em novembro de 2012, Barba ensopada de sangue teve o primeiro capítulo selecionado pela revista Granta em volume inédito dedicado ao Brasil – “Melhores Jovens Escritores Brasileiros”. O romance também recebeu boa acolhida crítica de escritores como o português Gonçalo M. Tavares e o argentino Ricardo Piglia. “Li com muito prazer, capturado pelas tramas abertas e trágicas. Me agradou especialmente o tom musical da prosa e o modo como os diálogos — precisos e rápidos — servem de contraponto à ação. Para felicidade do leitor, a imagem aterrorizante do título é apenas moldura para um romance lírico e sentimental”, escreveu Piglia.

Ao longo desse último ano, os direitos de publicação do livro foram vendidos para mais de dez países, entre eles Estados Unidos, Inglaterra e Alemanha.*

A Companhia das Letras tem muito orgulho de ser a editora de Daniel Galera desde a publicação de seu romance Mãos de Cavalo, em 2006, e deixa aqui os parabéns ao autor pelo Prêmio!

 

*Abaixo, as editoras estrangeiras que o publicaram:

UK: Hamish Hamilton
US: The Penguin Press
China: Shanghai 99
Finland: Otava
France: Gallimard
Germany: Suhrkamp
Holland: Atlas Contact
Israel: Penn
Italy: Mondadori
Norway: Gyldendal Norsk
Portugal: Quetzal
Spain: Random House Mondadori for Castilian and L’Altra for Catalan
Sweden: Norstedts
Turkey: Can Yayinlari

8 Comentários

  1. Jerome disse:

    Adorei o livro. Ele é um escritor corajoso e forte. Parabéns!!!

  2. Gustavo disse:

    Parabéns à Cia e ao autor!

  3. Gabriel disse:

    esse escritor é hipervalorizado. o livro premiado é uma bricolagem de várias referências mal-digeridas, e nada mais — parece até que ele quer que vc perceba isso ao lê-lo –, além de ser cansativo, muito cansativo. enfim, parabéns ao autor, afinal, se ele ganhou é porque conseguiu penetrar numa estrutura que o permitiu ascender…

  4. sergio benatti disse:

    Merecidíssimo!

  5. Luis Narval disse:

    Vá entender estes concursos. Galera foi preterido no Jabuti. O vencedor do Jabuti foi preterido no São Paulo. Tenho a impressão de que cada banca de jurados tem seus próprios critérios de avaliação, e o que é tido universalmente/unanimemente (e, neste caso, toda a unanimidade não é burra) como boa literatura (algo de fácil e imediata mensuração por qualquer leitor razoavelmente sensível e atento) tem pouco ou nenhum peso. Parece que o que conta (na escolha) são os humores e as simpatias dos jurados. Isso, naturalmente, acaba desqualificando muitos desses concursos e gerando uma confusão conceitual e estética na mente dos leitores e escritores desavisados. E o que deveria ser uma referência de escrita de qualidade acaba nivelando por baixo tudo aquilo que poderia (e deveria) ser considerado como exemplo de boa literatura.

  6. Dani disse:

    Sinceramente, Barba Ensopada de Sangue poderia ter bem menos páginas. O início e o fim são excelentes, mas o meio do livro… achei cansativo; eu tinha impressão de que a leitura se arrastava.

    Mas, apesar disso, o prêmio foi merecido. Galera é um escritor que se diferencia na literatura brasileira atual. Tenho curiosidade em ler seus outros livros.

  7. Marco Severo disse:

    Eu particularmente não gostei do livro. Achei-o extremamente supervalorizado. Entretanto, ainda não consigo fazer melhor, e um prêmio como este tem seu mérito. Portanto, parabéns, Daniel Galera.

  8. Lucas Feat disse:

    Oi, o romance de estreia dele não foi o Cavalo. Foi o Cão. (desculpa). Parabéns ao Galera.

Deixe seu comentário...





*