Um passo importante na luta pela liberdade de expressão

Roberto Carlos emitiu hoje, 30 de maio de 2014, uma declaração de que não irá tomar medidas jurídicas contra o livro O réu e o rei, de Paulo Cesar de Araújo. No livro, lançado na semana passada pela editora, Paulo Cesar narra a sua história com o cantor, dando detalhes do julgamento que tirou das livrarias, em 2007, a biografia Roberto Carlos em Detalhes, em que o autor trabalhou por 16 anos. Leia a seguir a declaração de Roberto Carlos sobre O réu e o rei e a nota da editora sobre a questão das biografias.

Declaração de Roberto Carlos:

Com relação ao livro O réu e o rei, Roberto Carlos não vai tomar qualquer medida jurídica, em face de: a) o livro não ser uma biografia sua, mas uma autobiografia do autor; b) ao contrário do livro anterior, não conter invasão de sua privacidade e/ou injúrias ou difamações a sua pessoa. O livro Roberto Carlos em Detalhes não foi censurado ou apreendido, mas saiu do mercado em face de um acordo judicial, irrevogável e definitivo, assinado espontaneamente pelo autor do livro, o editor e a Editora.

Declaração da Companhia das Letras:

A Companhia das Letras considera o livro de Paulo Cesar de Araújo, O réu e o rei — com o relato da pesquisa e dos passos que fizeram com que a biografia de Roberto Carlos fosse retirada do mercado — um marco na história da luta pela liberdade de expressão no Brasil, e em particular da luta pela liberdade de publicação de biografias e livros que retratem a história do nosso país. Como todos os editores, aguardamos agora que o Senado dê continuidade à tramitação do Projeto da nova Lei das biografias.