Quem é quem na Companhia das Letras

Nome: Anderson Da Silva Rodrigues

Há quanto tempo trabalha na editora? Um ano e oito meses.

Função: Hoje eu trabalho no departamento financeiro, na parte de contas a pagar (recentemente fui promovido a essa função). Trabalhei como office boy até março deste ano, e o trabalho se resumia em cuidar dos pagamentos do dia, ajudar em pagamentos estrangeiros, fechar movimentos bancários, fazer manutenção de pastas e arquivos e dar um apoio geral ao departamento financeiro. Hoje meu dia é um pouco diferente, e no momento estou  em fase de experiência, mas por enquanto cuido da digitação de notas, arquivos, pagamentos em geral.

Um livro: Os números do jogo, de Chris Anderson e David Sally

Sua parte favorita do trabalho: Simplesmente ver meu trabalho pronto e bem feito, rs.

Por que você decidiu seguir essa carreira? Sempre admirei muito a área financeira, mas nunca foi meu forte lidar com números, cálculos etc. Acabou surgindo uma vaga de office boy no departamento, e foi onde tudo começou. A Editora e todos do Financeiro sempre me apoiaram a nunca desistir — sempre me incentivando. E hoje é nessa área e aqui que quero permanecer.

Uma história que você se lembre da editora: Desde quando entrei escuto o pessoal aqui do financeiro falando que o nosso lema é “nota boa é nota digitada!!”. Com qualidade, é claro. Na verdade é mais uma brincadeira que acabou pegando com o tempo e sempre que temos muitas notas pra digitar, usamos esse termo, rs.