Futebol por Carlos Drummond de Andrade

Durante a Copa do Mundo, vamos publicar aqui no blog da Companhia das Letras textos relacionadas ao esporte nos dias de jogos da Seleção Brasileira. Para a abertura da Copa, escolhemos o poema “Futebol”, de Carlos Drummond de Andrade, publicado no livro Quando é dia de futebol.

* * *

Futebol

Futebol se joga no estádio?
Futebol se joga na praia,
futebol se joga na rua,
futebol se joga na alma.
A bola é a mesma: forma sacra
para craques e pernas de pau.
Mesma a volúpia de chutar
na delirante copa-mundo
ou no árido espaço do morro.
São voos de estátuas súbitas,
desenhos feéricos, bailados
de pés e troncos entrançados.
Instantes lúdicos: flutua
o jogador, gravado no ar
— afinal, o corpo triunfante
da triste lei da gravidade.

In Poesia errante

5 Comentários

  1. […] também os outros textos publicados: Futebol, por Carlos Drummond de Andrade, e O gol é necessário, por Paulo Mendes […]

  2. Armando M Araki disse:

    Muito boa iniciativa em meio a tantas criticas, conflitos e contradições…. a essência do futebol é uma eterna poesia !!!!

Deixe seu comentário...





*