Companhia das Letras publica os diários de Fernando Henrique Cardoso

Chega às livrarias em 29 de outubro, editado pela Companhia das Letras, o primeiro volume dos Diários da Presidência, de Fernando Henrique Cardoso. Trechos do livro serão antecipados na edição de número 109 da revista piauí, comemorativa de seu nono aniversário, nas bancas em 5 de outubro.

Gravados com frequência quase semanal durante os dois mandatos de FHC (a primeira entrada data ainda de 25 de dezembro de 1994, quando o presidente eleito mas não empossado reflete sobre a composição do ministério), os registros foram transcritos por Danielle Ardaillon, curadora do acervo da Fundação Instituto Fernando Henrique Cardoso, revistos pelo autor e pela editora, e serão organizados em quatro volumes bianuais (1995-6; 1997-8; 1999-2000; 2001-2). Os dois primeiros anos compreendem quase noventa horas de gravação, decupadas a partir de 44 fitas cassete.

Relato franco da prática política no Brasil, os Diários são a um só tempo documento histórico de valor inestimável e crônica cativante do exercício do poder. A editora planeja concluir a publicação dos Diários em meados de 2017.

capasfhc2