Semana duzentos e setenta e dois

Angosta –  A cidade do futuro, Héctor Abad (Tradução de Rubia Prates Goldoni)
O romance de Héctor Abad, que se passa em uma cidade da América Latina próxima à cordilheira dos Andes, onde uma grande muralha separa ricos e pobres. No setor da elite, a entrada de visitantes só é permitida depois de uma constrangedora passagem pela imigração, quando um funcionário desconfiado faz perguntas sobre terrorismo, tráfico, explosivos, aids e distúrbios mentais. A trama gira em torno do Gran Hotel la Comedia, que nos tempos áureos era sinônimo de luxo e hoje, rebaixado a pensão, é o lar de pessoas à beira da pobreza. É nesse cenário que vivem Jacobo, um amante dos livros que antes de ganhar uma herança fora obrigado a transformar a biblioteca da família em sebo – alternando o seu tempo livre como jornalista, professor de inglês e cronista -, e Andrés, um jovem que escreve versos todos os dias e se julga poeta, ofício que em sua opinião nem de longe pode ser considerado uma profissão mas algo mais elevado, próprio dos espíritos luminosos.
O pano de fundo do romance é bem conhecido de nosso cotidiano. À medida que as desigualdades sociais se tornam mais evidentes, aumenta a tensão entre os que tentam sobreviver e um pequeno grupo de privilegiados que deseja manter tudo como está.

Paralela

Amigos da mente, Dr. David Perlmutter e Kristin Loberg (Tradução André Fontenelle)
Em seu novo livro, David Perlmutter, o autor best-seller de A dieta da mente, apresenta novas pesquisas que comprovam a importância do microbioma – os micro-organismos que moram dentro do seu corpo – para a sua saúde. Para se proteger de diversas doenças ligadas ao cérebro, como autismo, déficit de atenção e Alzheimer, o neurologista apresenta os alimentos amigos que irão salvar a sua mente.