Ana Cristina Cesar será a próxima homenageada da Flip

12241578_10153166324566408_1361190477337293338_n

Os fãs de poesia podem comemorar: Ana Cristina Cesar será a próxima autora homenageada da Festa Literária Internacional de Paraty. Uma das vozes mais proeminentes da poesia marginal dos anos 1970, sua obra influenciou diversos autores da atualidade, como Ana Martins Marques, Bruna Beber e Angélica Freitas. Paulo Werneck, curador da Flip, justificou a escolha dizendo que “a obra de Ana C. é densa, pulsante, e conquista leitores em todas as partes do mundo. A homenagem vai poder iluminar áreas menos conhecidas de sua obra e desfazer alguns lugares-comuns a respeito de sua vida”.

Ana C., que se suicidou aos 31 anos de idade, deixou aos leitores os livros Cenas de abrilCorrespondência completa, Luvas de pelica, A teus pés, Inéditos e dispersos Antigos e soltos, todos reunidos no volume Poéticalançado em 2013 pela Companhia das Letras, que também inclui uma sessão com poemas inéditos.

Na época do lançamento, convidamos vários autores que são também leitores de Ana C. para prestar uma homenagem a poeta. Julia de Souza, autora de Covil, escreveu: “Eu não sabia muito bem explicar o meu fascínio pelos poemas da Ana, que se confundia um pouco com um fascínio pela sua vida. Pois há uma armadilha, agora percebo, que é essencial na obra dela. Ana nos envolve numa teia em sua escrita cheia de dêiticos: ‘eu’, ‘você’, ‘aqui’, ‘agora’, ‘este poema’. A um só passo, essas palavras têm o poder de deslocar infinitamente o poema para o momento presente; de implicar o leitor no poema, que tantas vezes é, aqui, invocado como interlocutor (‘É para você que escrevo, hipócrita’). E, last but not least, de criar a ilusão de uma escrita espontânea, confessional, em que os limites entre literatura e vida são porosos.”

Ana Martins Marques, que acaba de lançar O livro das semelhanças, também deu seu depoimento sobre a relação com a poesia de Ana C.: “Sempre saí da leitura dos poemas da Ana me perguntando menos sobre aquela que no texto diz ‘eu’ do que sobre aquele/aquela em que me via transformada pela força dessa interpelação. Aprendia aí alguma coisa sobre a poesia, alguma coisa que tem a ver com destinação, desejo e drama.”

A Flip 2016 vai acontecer entre 29 de junho e 3 de julho, na cidade de Paraty. Veja a seguir algumas leituras feitas em homenagem a Ana Cristina Cesar.

Deixe seu comentário...





*