Raduan Nassar: 80 anos

raduam

“Raduan tem um jeito que é só seu, uma mistura de solidão e tristeza, com um sorriso que começa silencioso no canto dos lábios e depois vai se escancarando e ficando sonoro, principalmente se a conversa é mais longa e pessoal. Embora traga consigo uma mágoa da vida literária, que o fez abandonar a profissão e se voltar integralmente à vida rural, seus livros são o maior testemunho de um coração ultra generoso. Para escrever dessa maneira, tratar seus personagens com tamanha compreensão e riqueza, é preciso ter um conhecimento do mundo tão aberto como profundo e singular.”

Hoje, dia 27 de novembro, Raduan Nassar completa 80 anos. O relato acima é de Luiz Schwarcz, falando da história editorial de um dos principais escritores brasileiros. Autor de Lavoura arcaica Um copo de cólera, Raduan ganhará suas primeiras traduções para o inglês e o espanhol em 2016.

Para comemorar a data, releia os dois textos em que Luiz Schwarcz fala sobre seu encontro com Raduan e a importância da sua literatura para a Companhia das Letras, publicados aqui no blog em 2013:

  • O reencontro: “Reencontrar Raduan Nassar talvez tenha sido o melhor que me aconteceu no ano passado.”
  • A surpresa: “— Você não imagina. O Luiz (Fernando Carvalho, cineasta que filmou Lavoura arcaica) passou aqui e me arrastou para a Balada. Disse que não arredaria pé da minha casa sem que eu fosse, e acabei indo. Não houve jeito. E foi bom, sabe, imagine que houve uma moça que me disse que meus livros foram muito importantes para a vida dela. Me pediram autógrafos, Luiz, me limitei a uma assinatura magra em cada exemplar.”