Centenário fantástico

Há um século, num 1º de junho, nascia Murilo Rubião (1916-1991), o grande contista mineiro que foi um dos maiores expoentes da literatura fantástica em nossas letras. Um pioneiro que, com apenas 33 contos — lapidados à exaustão —, foi toda uma literatura. O realismo mágico, o inesperado, a surpresa e o maravilhamento são a base de sua obra. Um legado incontornável nas letras brasileiras.

Para comemorar a data, a Companhia das Letras publica este mês o volume Obra completa — edição do centenário, com todos os contos do autor, além de ensaio inédito de Carlos de Brito e Mello e um delicioso artigo feito pelo crítico Jorge Schwartz na década de 1970.

image001menor

Obra completa — edição do centenário chega às livrarias no final do mês.

2 Comentários

  1. admin disse:

    Olá, João Vicente!

    Não será capa dura. :)

  2. joão vicente mendonça disse:

    Que legal! é capa dura?

Deixe seu comentário...





*