DW Ribatski

Um passeio

Por DW Ribatski

O que poderia ser mais valioso que algo capaz de levar um ser humano para além do que é ordinário? Tal acesso seria para pessoas especiais, que seriam tão evoluídas que não poderiam estar no mesmo lugar que as pessoas comuns. O que está além do que podemos ver e sentir? Tente imaginar uma cor que nunca foi vista. Atrás das portas da percepção.

“Beautiful people

We share the same back door

And it isn’t right

We never met before

But then

We may never meet again”

– Melanie Safka

11_umpasseio_dwribatski_baixa

* * * * *

DW Ribatski nasceu em Curitiba em 1982. É artista plástico, ilustrador e quadrinista. Já colaborou com diversas publicações, como o caderno Ilustríssima da Folha de S.Paulo e a revista Superinteressante, entre outras. Nas HQs, publicou Campo em branco (Quadrinhos na Cia., 2013), Como na quinta série (Balão Editorial, 2012), La naturalesa (coleção MIL, Cachalote/Barba Negra, 2011), Vigor Mortis (Quadrinhofilia/Zarabatana Books, 2011, com José Aguiar e Paulo Biscaia) e Dois (Roax Press, 2013). Contribui para o blog com uma coluna mensal de quadrinhos.
Site – Facebook – Twitter

Heróis da Resistência

Por DW Ribatski

Não importa o que seja a verdade pra você, seu inimigo sempre poderá nomear as coisas como desejar.

10_heroisdaresistencia_dwribatski_baixa

* * * * *

DW Ribatski nasceu em Curitiba em 1982. É artista plástico, ilustrador e quadrinista. Já colaborou com diversas publicações, como o caderno Ilustríssima da Folha de S.Paulo e a revista Superinteressante, entre outras. Nas HQs, publicou Campo em branco (Quadrinhos na Cia., 2013), Como na quinta série (Balão Editorial, 2012), La naturalesa (coleção MIL, Cachalote/Barba Negra, 2011), Vigor Mortis (Quadrinhofilia/Zarabatana Books, 2011, com José Aguiar e Paulo Biscaia) e Dois (Roax Press, 2013). Contribui para o blog com uma coluna mensal de quadrinhos.
Site – Facebook – Twitter

Cadeia

Por DW Ribatski

O que será a história para as crianças do futuro? A “verdade” e a “mentira” tornam-se cada vez mais indistinguíveis. Será que a “verdade” sempre foi arbitrária? Segundo Kant, a “verdade” é subjetiva.

dwq

* * * * *

DW Ribatski nasceu em Curitiba em 1982. É artista plástico, ilustrador e quadrinista. Já colaborou com diversas publicações, como o caderno Ilustríssima da Folha de S.Paulo e a revista Superinteressante, entre outras. Nas HQs, publicou Campo em branco (Quadrinhos na Cia., 2013), Como na quinta série (Balão Editorial, 2012), La naturalesa (coleção MIL, Cachalote/Barba Negra, 2011), Vigor Mortis (Quadrinhofilia/Zarabatana Books, 2011, com José Aguiar e Paulo Biscaia) e Dois (Roax Press, 2013). Contribui para o blog com uma coluna mensal de quadrinhos.
Site – Facebook – Twitter

A única garota que amei

Por DW Ribatski

Existem algumas pessoas que nascem com um brilho ilimitado e que não se encaixam em simples nomeações. Este espírito que não pode e nunca será possuído.

Esta HQ é sobre elas, mas também sobre espíritos negros e ardilosos que estão escondidos nas melhores famílias e sociedades.

* * * * *

DW Ribatski nasceu em Curitiba em 1982. É artista plástico, ilustrador e quadrinista. Já colaborou com diversas publicações, como o caderno Ilustríssima da Folha de S.Paulo e a revista Superinteressante, entre outras. Nas HQs, publicou Campo em branco(Quadrinhos na Cia., 2013), Como na quinta série (Balão Editorial, 2012), La naturalesa (coleção MIL, Cachalote/Barba Negra, 2011), Vigor Mortis(Quadrinhofilia/Zarabatana Books, 2011, com José Aguiar e Paulo Biscaia) e Dois (Roax Press, 2013). Contribui para o blog com uma coluna mensal de quadrinhos.
Site – Facebook – Twitter

A floresta

Por DW Ribatski

1- Se as coisas estão interligadas, existe alguma importância ou significado nisso?

2- Como seria o olhar de uma criança sob efeito de psilocibina?

3- Nós realmente substituímos as florestas deste mundo?

* * * * *

DW Ribatski nasceu em Curitiba em 1982. É artista plástico, ilustrador e quadrinista. Já colaborou com diversas publicações, como o caderno Ilustríssima da Folha de S.Paulo e a revista Superinteressante, entre outras. Nas HQs, publicou Campo em branco(Quadrinhos na Cia., 2013), Como na quinta série (Balão Editorial, 2012), La naturalesa (coleção MIL, Cachalote/Barba Negra, 2011), Vigor Mortis(Quadrinhofilia/Zarabatana Books, 2011, com José Aguiar e Paulo Biscaia) e Dois (Roax Press, 2013). Contribui para o blog com uma coluna mensal de quadrinhos.
Site – Facebook – Twitter