Eventos

Marque na agenda

O Blog da Companhia indica os seguintes eventos até a semana que vem:

12º Salão do livro da FNLIJ
De 09 a 19 de junho.
Ana Maria Machado, Daniel Kondo, Gilles Eduar, Graça Lima, Luciana Sandroni, Odilon Moraes, Roger Mello e Rosana Rios são os autores da Companhia das Letras que participarão da 12ª edição do Salão FNLIJ do livro para crianças e jovens. No dia 11, o autor Roger Mello estará lá para autografar o livro Carvoeirinhos, às 14h. Para mais informações, acesse: http://www.fnlij.org.br/salao/
Local: Av. Barão de Tefé, 75 – Saúde – Rio de Janeiro, RJ

10ª Feira Nacional do livro de Ribeirão Preto
De 10 a 20 de junho, das 9h às 22h.
Os autores Paulo Markun, Fabrício Carpinejar, Tony Belloto, Fabrício Corsaletti, Carola Saavedra, Moacyr Scliar, Zuenir Ventura, Daniel Galera e Rafael Coutinho participarão da décima edição da Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto. Os encontros com os autores acontecerão nas Praças Carlos Gomes e XV de novembro e na Esplanada do Teatro Pedro II. Para mais informações, acesse: http://www.feiradolivroribeirao.com.br/

Kiara Terra conta Por amor ao futebol, de Pelé
Sábado, 12 de junho, às 11h.
Contação de histórias com Kiara Terra do livro Por amor ao futebol, de Pelé.
Local: Casa de Livros -Rua Capitão Otávio Machado, 259 – São Paulo, SP

Lançamento dos livros Visão do Paraíso e Capítulos de história do Império, de Sérgio Buarque de Holanda
Segunda-feira, 14 de junho, às 16h30.
A Revista de História da Biblioteca Nacional e a Companhia das Letras promovem debate com Evaldo Cabral de Mello, Ronaldo Vainfas, Laura de Mello e Souza e mediação de Lilia Moritz Schwarcz, em homenagem a Sérgio Buarque de Holanda, autor dos livros Visão do Paraíso e do inédito Capítulos de história do Império, que acabam de ser lançados pela editora.
Local: Biblioteca Nacional – Auditório Machado de Assis – Rua México s/nº, Centro – Rio de Janeiro, RJ

Palestra: História social da mídia, com Peter Burke
15 de junho, 19h. Inscrições até 13 de junho.
A Universidade Feevale organiza uma palestra com o professor inglês Peter Burke, estudioso de história, cultura, mídia e seus aspectos socioculturais. Veja mais informações no site da Feevale.
Local: Federasul – Salão Nobre (7º andar) – Largo Visconde de Cairu, 17  – Porto Alegre, RS

Festival universitário com participação do autor João Gabriel de Lima
Sexta-feira, 18 de junho, às 19h.
Autor de O burlador de Sevilha, João Gabriel de Lima participará do Festival Interdisciplinar de Comunicação, promovido pela faculdade IBES, de Blumenau.
Local: Faculdade IBES Sosiesc – Rua Panidá Calógeras, 272 – Jardim Blumenau – Blumenau, SC

Exposição Ostengruppe: cartazes russos contemporâneos
Até 20 de junho.
O Instituto Tomie Ohtake traz cerca de 80 cartazes do Ostengruppe, grupo de designers russos com forte influência do futurismo e do construtivismo russo. Veja mais informações no site da exposição.
Local: Instituto Tomie Ohtake – Av. Faria Lima, 201 (Entrada pela Rua Coropés) – Pinheiros – São Paulo, SP

Bloomsday
16 de junho é feriado na Irlanda em homenagem ao livro Ulisses, de James Joyce, que relata a odisséia de Leopoldo Bloom durante dezesseis horas de 16 de junho de 1904. Leitores do mundo inteiro passaram a comemorar o Bloomsday, e este ano haverá festividades no Brasil nas cidades de São Paulo, Santa Maria, Belo Horizonte e Natal.

Últimas semanas da exposição “Menas, o certo do errado, o errado do certo”
Até 27 de junho.
A provocação com o erro comum presente no nome da exposição dá o tom da mostra que ocupa cerca de 450 m² do Museu da Língua Portuguesa. São sete instalações que enumeram nossos “erros” linguísticos mais comuns, tentam entender por que saímos do padrão culto e discutem a amplitude e a criatividade da língua. Veja mais informações no site da exposição.
Local: Museu da Língua Portuguesa – Praça da Luz, s/nº – Centro – São Paulo, SP

Semana três

Toda sexta-feira nós colocamos no blog os livros lançados durante a semana, assim como os eventos literários e culturais que acontecerão na semana seguinte. Não se esqueçam do Concurso Bolañomania, que foi prorrogado até dia 6 de junho. Os cinco vencedores ganharão uma sacola comemorativa do lançamento de 2666 com um exemplar do livro, e a melhor resenha também será publicada aqui no blog.

Os lançamentos desta semana foram:

Visão do Paraíso, de Sérgio Buarque de Holanda
Publicado pela primeira vez em 1959, Visão do Paraíso inaugurou o ensaísmo sobre o imaginário do colonizador ao estudar os mitos edênicos que acompanharam as narrativas dos descobrimentos e da colonização da América. A Companhia das Letras agora relança este título em edição revista e com imagens do acervo pessoal do autor.

Capítulos de história do Império, de Sérgio Buarque de Holanda
Com introdução e organização do historiador Fernando Novais e posfácio do historiador Evaldo Cabral de Mello, Capítulos de história do Império traz à luz um conjunto de textos inéditos sobre a história política do Império brasileiro.  Nas quatro partes que compõem o volume, o autor analisa a crise do Império brasileiro no final do século XIX, compreendendo-a como produto da falência do mecanismo de sustentação deste regime: o poder pessoal do imperador.

Essa história está diferente ― Dez contos para canções de Chico Buarque, organização de Ronaldo Bressane
Dez autores de estilos diversos recriam em ficção o cancioneiro do compositor carioca Chico Buarque. O projeto, idealizado pela RT Features e patrocinado pela Caixa Econômica Federal, traz contos de Alan Pauls, André Sant’Anna, Cadão Volpato, Carola Saavedra, João Gilberto Noll, Luis Fernando Verissimo, Mario Bellatin, Mia Couto, Rodrigo Fresán e Xico Sá. Leia trechos de alguns dos contos aqui. Haverá evento para lançamento do livro em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, confira as datas abaixo.

Os gatos, de T. S. Eliot (Edição bilíngüe; Ilustrações de Axel Scheffler; Tradução de Ivo Barroso)
Durante toda a década de 1930, T. S. Eliot deu de presente a seus afilhados e amigos uma série de poemas. Seus poemas infantis surpreenderam seus amigos pela graça e sensibilidade para com a psicologia felina, e em 1939 ele foi convencido a publicá-los. O que era para ser uma brincadeira acabou por se tornar um de seus trabalhos mais conhecidos: após sua morte, os poemas serviriam de base para o musical Cats.

Sociedade da neve, de Pablo Vierci (Tradução de Bernardo Ajzenberg)
Em outubro de 1972, um avião fretado da Força Aérea do Uruguai que rumava para o Chile se choca contra uma montanha nos Andes. Das 45 pessoas a bordo, 29 sobrevivem ao impacto. Dez dias depois do acidente, a primeira notícia que ouvem do mundo exterior por rádio é que as buscas pelo avião foram abandonadas. Entremeando as narrativas dos sobreviventes com o relato objetivo do autor, A sociedade da neve traz a verdadeira história de como dezesseis jovens conseguiram sobreviver durante 72 dias num dos ambientes mais inóspitos do planeta.

Os belos dias de minha juventude, de Ana Novac (Tradução de Rosa Freire d’Aguiar)
Escritas em 1944, quando a autora, aos quinze anos, foi prisioneira em Auschwitz e Plaszow, essas anotações carregam, além de um relato incisivo dos seis meses em que foi prisioneira, o feito de ser o único documento autobiográfico produzido em campos de concentração que foi preservado com o fim da guerra.

Lobinho, o detetive da floresta, de Ian Whybrow (Ilustrações de Tony Ross; Tradução de Heloisa Jahn)
No quarto volume das aventuras do Lobinho, o intrépido detetive Lobinho Binho precisa descobrir onde foram parar os animais que desapareceram de seus lares, enchendo as famílias de angústia.

O guerreiro solitário, de Henning Mankell (Tradução de George Schlesinger)
Neste novo romance policial do autor sueco Henning Mankell, é verão, e o inspetor Wallander se prepara para viajar com sua nova namorada, na esperança de que seu pai idoso e sua filha rebelde não o obriguem a cancelar seus planos. Mas será uma sequência de crimes brutais que atrapalhará sua “lua de mel”, mais uma vez o obrigando a mergulhar no trabalho.

* * * * *

O Blog da Companhia indica os seguintes eventos até a semana que vem:

2º Festival Internacional de Leitura de Campinas
29 de maio a 6 de junho.
Em sua segunda edição, o Festival Internacional de Leitura de Campinas contará com a presença dos autores Angela Lago, Tatiana Belinky, Fabricio Corsaletti, Ricardo Azevedo e Fabrício Carpinejar. Para mais informações, acesse: http://www.filc.com.br/filc2010/
Local: CIS Guanabara e Largo do Rosário – Campinas, SP

8º Salão do livro do Piauí
Acontece de 31 de maio a 6 de junho o 8º Salão do livro do Piauí. Fazem parte da programação do evento palestras de Antonio Cícero, autor de Finalidades sem fim, e do angolano Ondjaki, escritor de Avódezanove e o segredo do soviético. Para mais informações, acesse: http://www.fundacaoquixote.org.br/
Local: Complexo da Praça Pedro II – Teresina, PI

Feira do livro de Canoas
De 2 a 20 de junho.
Em sua 26ª edição, a Feira do livro de Canoas promoverá encontros com os autores Charles Kieffer, Luiz Ruffato, Ricardo Azevedo e Michel Laub. Para mais informações, acesse: http://www.feiradolivrocanoas.blogspot.com
Local: Praça da Bandeira – Canoas, RS

12º Salão do livro da FNLIJ
De 09 a 19 de junho.
Ana Maria Machado, Daniel Kondo, Gilles Eduar, Graça Lima, Luciana Sandroni, Odilon Moraes, Roger Mello e Rosana Rios são os autores da Companhia das Letras que participarão da 12ª edição do Salão FNLIJ do livro para crianças e jovens. No dia 11, o autor Roger Mello estará lá para autografar o livro Carvoeirinhos, às 14h. Para mais informações, acesse: http://www.fnlij.org.br/salao/
Local: Av. Barão de Tefé, 75 – Saúde – Rio de Janeiro / RJ

10ª Feira Nacional do livro de Ribeirão Preto
De 10 a 20 de junho, das 9h às 22h.
Os autores Paulo Markun, Fabrício Carpinejar, Tony Belloto, Fabrício Corsaletti, Carola Saavedra, Moacyr Scliar, Zuenir Ventura, Daniel Galera e Rafael Coutinho participarão da décima edição da Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto. Os encontros com os autores acontecerão nas Praças Carlos Gomes e XV de novembro e na Esplanada do Teatro Pedro II. Para mais informações, acesse: http://www.feiradolivroribeirao.com.br/

Contação de histórias do livro Por amor ao futebol!
Sábado, 05 de junho, às 15h.
Kiara Terra conta histórias de Por amor ao futebol!, de Pelé, ilustrado por Frank Morrison.
Local: Loja Companhia das Letras por Livraria Cultura – Conjunto Nacional – Avenida Paulista, 2073 – São Paulo, SP

Contação de histórias e oficina do livro Por amor ao futebol!
Sábado, 05 de junho, às 16h.
Márcia Brito conta histórias e faz oficina baseada no livro Por amor ao futebol!, de Pelé, ilustrado por Frank Morrison.
Local: Livraria da Vila – Shopping Cidade Jardim – Av. Magalhães de Castro, 12000 – São Paulo, SP

Lançamento do livro Essa história está diferente em RJ, SP e Brasília
A Caixa Cultural, a RT Features e a Companhia das Letras convidam para o lançamento do livro Essa história está diferente, com participação de André Sant’Anna, Cadão Volpato, Carola Saavedra, João Gilberto Noll, Xico Sá e do organizador Ronaldo Bressane. Após a sessão de autógrafos, haverá um bate-papo com os autores.
Rio de Janeiro, segunda-feira, 7 de junho, às 18h.
Local: Caixa Cultural – Avenida Almirante Barroso, nº 25
São Paulo, terça-feira, 8 de junho, às 18h.
Local: Caixa Cultural São Paulo – Galeria Vitrine da Paulista – Av. Paulista, 2083 – Térreo – Conjunto Nacional
Brasília, quarta-feira, 9 de junho, às 18h.
Local: Caixa Cultural – SBS Qd. 4 Lote 3/4

Davi Arrigucci Jr. participa do curso “Cidades por escrito” no Instituto Moreira Salles
Terça-feira, 08 de junho, às 19h.
Autor do livro O guardador de segredos, Davi Arrigucci Jr. fala sobre a Buenos Aires escrita por Borges em evento promovido pelo Instituto Moreira Salles. (Não há mais vagas disponíveis para esse evento)
Local: Instituto Moreira Salles – Rua Marquês de São Vicente, 476 – Gávea – Rio de Janeiro, RJ

Exposição Beatriz Milhazes – gravuras
Até 29 de agosto.
Dezessete gravuras da artista plástica Beatriz Milhazes, cujas obras se vê nas novas capas das obras de Lygia Fagundes Telles, estarão expostas no Museu de Arte do Espírito Santo. Veja mais informações e um depoimento da artista no site da exposição.
Local: Museu de Arte do Espírito Santo Dionísio Del Santo (Maes) – Av. Jerônimo Monteiro, 631 – Vitória, ES

Mostra “Cineastas e Imagens do Povo”
Até 6 de junho.
A mostra reúne documentários citados no livro homônimo de Jean-Claude Bernardet, a mais abrangente antologia da história do documentário brasileiro moderno. Além de resgatar a história do nosso cinema, o evento exibe algumas cópias novas, confeccionadas especialmente para a ocasião. A programação também conta com a realização de debates com a presença de realizadores e de um curso ministrado por especialistas, organizado com o apoio da Universidade de São Paulo. O público tem a oportunidade de assistir filmes que falam das grandes questões culturais, políticas e sociais vividas no país nas últimas quatro décadas. A maioria deles se encontrava inacessível às novas gerações até esta merecida homenagem ao trabalho de um dos maiores críticos de cinema ainda em atividade no Brasil.
Veja mais informações e a programação completa aqui.
Local: CCBB – R. Álvares Penteado, 112 – Centro – São Paulo, SP

Exposição Ostengruppe: cartazes russos contemporâneos
Até 20 de junho.
O Instituto Tomie Ohtake traz cerca de 80 cartazes do Ostengruppe, grupo de designers russos com forte influência do futurismo e do construtivismo russo. Veja mais informações no site da exposição.
Local: Instituto Tomie Ohtake – Av. Faria Lima, 201 (Entrada pela Rua Coropés) – Pinheiros – São Paulo, SP

Do fundo do poço se vê a lua

Hoje, às 19h, acontece em São Paulo o lançamento de Do fundo do poço se vê a lua, na loja Companhia das Letras por Livraria Cultura do Conjunto Nacional. O autor, Joca Reiners Terron, estará lá para uma sessão de autógrafos e, para marcar o lançamento, pedimos que ele sugerisse uma playlist para aqueles que quiserem acompanhar a leitura do livro com música:

1) The Smiths – Some girls are bigger than others
2) The Beatles – Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band
3) Mutantes – Le premier bonheur du jour
4) Abdel Halim Hafez – Kariat El Fingan
5) Eddie Fisher – Dungaree Doll
6) Dean Martin and Jerry Lewis – The money song
7) Umm Kolthum – qualquer música dela
8) Lou Reed – Walk on the wild side
9) Khaled – El arbi

O Conjunto Nacional fica na Avenida Paulista, 2073. Após as 21h30, o lançamento continua na Mercearia São Pedro (Rua Rodésia, 34 – Vila Madalena).

Você também pode ver o trailer do livro e ler entrevistas com o autor por Ronaldo Bressane para o Brasil Econômico e por Ubiratan Brasil para o Estado de São Paulo.

Seminário Jorge Amado

Por Lilia Moritz Schwarcz

De 24 a 28 de maio só deu Jorge Amado. Primeiro em São Paulo e depois em Salvador, um seminário acadêmico internacional dedicou-se ao estudo da obra do escritor baiano, a partir dos mais diferentes ângulos. Em São Paulo, 250 alunos assistiram ao evento, com direito a muita pipoca quando se projetou o filme Jorge, de João Salles; tudo no sisudo auditório de História e Geografia da USP, pronta e transitoriamente transformado em sala de cinema.

Já em Salvador o encontro ocorreu no Anfiteatro da Faculdade de Medicina, localizado no Pelourinho; paradoxalmente, o edifício em que Nina Rodrigues, médico baiano adepto das teorias deterministas raciais, pregava a separação entre brancos e negros. Ironias à parte, dessa vez reinou o mago Jorge, adepto dos modelos culturalistas e prontamente desnudado a partir de temas como mestiçagem e raça, cultura e política, gênero e sexualidade, religiosidade e sincretismos.

Para quem queria saber “o que é que a Bahia tem”, o cardápio foi variado. Analisou-se não só a arte de Jorge Amado, capaz de mestiçar tudo – cores, cheiros, temperos, sexo, comidas, religiões –, como certas dificuldades do bardo, que em matéria de homossexualismo mostrava lá seus receios e constrangimentos. Além do mais, uma palestra bem humorada recuperou um rosário de termos amadianos, que nas obras sociais  opôs de um lado comunistas, de outro as elites. Os primeiros seriam sempre definidos como bons, pais adoráveis, partidários do casamento moral. Já os segundos, não só detestariam crianças, como fariam sexo só para procriar.

O seminário foi muito mais, e vai virar livro. Ganhou quem viu como “era gostoso o nosso baiano”.

* * * * *

Lilia Moritz Schwarcz é professora titular no Departamento de Antropologia da USP e curadora do Seminário Jorge Amado. É autora de O espetáculo das raças, As barbas do imperador (vencedor do prêmio Jabuti na categoria ensaio), D. João carioca (em coautoria com Spacca) e O sol do Brasil, entre outros.

Semana dois

Toda sexta-feira nós colocaremos no blog os livros lançados durante a semana, assim como os eventos literários e culturais que acontecerão na semana seguinte. Não se esqueçam do Concurso Bolañomania, os cinco vencedores ganharão uma sacola comemorativa do lançamento de 2666 com um exemplar do livro, e a melhor resenha também será publicada aqui no blog.

Os lançamentos desta semana foram:

Por amor ao futebol!, de Pelé (Tradução de Maria Lopes; Ilustrações de Frank Morrison)
Dirigindo-se aos pequenos esportistas, Pelé fala de como surgiu sua paixão pela bola e do prazer de se estar em campo. Acompanhado das belas ilustrações de Frank Morrison, ele mostra aos jovens aspirantes a boleiros — e, de tabela, a nadadores, tenistas, corredores e a todos aqueles que um dia sonham com um futuro no esporte — que nenhum prêmio, título ou recorde pode prevalecer sobre o amor ao jogo, e que não há reconhecimento capaz de superar a ideia de que devemos viver, e nos dedicar, àquilo de que realmente gostamos.

Olívia tem dois papais, de Marcia Leite (Ilustrações de Taline Schubach)
Filha adotiva de Raul e Luís, Olívia é uma menina curiosa e alegre que adora usar palavras complicadas e desfiar grandes raciocínios quando conversa com seus dois pais. Leia aqui o texto da editora Júlia Moritz Schwarcz sobre essa história de uma família um pouco diferente, mas totalmente encantadora.

A era do inconcebível, de Joshua Cooper Ramo (Tradução de Donaldson M. Garschagen)
A era de intensas transformações vivenciada pelo planeta a partir de fins do século XX requer de seus protagonistas uma nova modalidade de pensamento, inovadora e preparada para a imprevisibilidade do contexto mundial. Das relações internacionais à economia, passando pela cultura e pela política, o livro aborda os pontos nevrálgicos das mudanças aceleradas que ameaçam o status quo das velhas estruturas.

Você está aqui, de Christopher Potter (Tradução de Claudio Carina)
Como uma simples erva daninha pode ser mais complexa que uma galáxia inteira? Por que os aceleradores de partículas são instrumentos fundamentais na investigação da origem e do destino do Universo? Você está aqui explica em linguagem ao mesmo tempo acessível, rigorosa e poética os mistérios intrincados da física quântica, da astronomia e da biologia evolutiva, percorrendo a história das mais importantes descobertas científicas.

Para conhecer melhor as religiões, de Patrick Banon (Tradução de Álvaro Lorencini; Ilustrações de Olivier Marboeuf)
Existem inúmeras religiões sobre a Terra, e todas parecem ser o reflexo das mesmas preocupações humanas, sobretudo daquelas ligadas aos grandes mistérios da existência: o nascimento, a vida e o pós-vida. Em Para conhecer melhor as religiões, Patrick Banon analisa tanto o sentimento de religiosidade — investigando as expressões desse sentimento desde o início da história da humanidade — como as religiões mais difundidas no mundo — mostrando seus pontos comuns e suas especificidades e contextualizando-as historicamente.

* Essa história está diferente, anunciado no post de quarta-feira, chega às livrarias na segunda-feira, dia 31.

* * * * *

O Blog da Companhia indica os seguintes eventos até a semana que vem:

III Festival da Mantiqueira
Acontece, de 28 a 30 de maio, a 3ª edição do Festival da Mantiqueira, evento que reúne escritores renomados para conversas com o público sobre suas obras e literatura em geral. Estarão presentes no evento os autores Arnaldo Bloch, Carola Saavedra, Fernando Gabeira, José Eduardo Agualusa, Lira Neto e Spacca. Os ingressos são gratuitos e é necessário retirar senha para as mesas, atividades infantis e shows, uma hora antes do início das atividades, na bilheteria do evento, na praça principal.
Para mais informações sobre a programação, clique aqui.
Local: Praça Cônego Antonio Manzi, centro de São Francisco Xavier, distrito de São José dos Campos (138 km de São Paulo e 59 km de São José dos Campos)

2º Festival Internacional de Leitura de Campinas
29 de maio a 6 de junho.
Em sua segunda edição, o Festival Internacional de Leitura de Campinas contará com a presença dos autores Angela Lago, Tatiana Belinky, Fabricio Corsaletti, Ricardo Azevedo e Fabrício Carpinejar. Para mais informações, acesse: http://www.filc.com.br/filc2010/
Local: CIS Guanabara e Largo do Rosário – Campinas, SP

Mesa redonda: Literatura e futebol
Sábado, 29 de maio, às 15h.
As relações entre literatura e futebol serão debatidas por José Miguel Wisnik (professor de teoria literária, compositor, autor do livro Veneno Remédio, sobre futebol no Brasil), José Roberto Torero (escritor, cineasta e colunista de esportes) e Akins Kinte (poeta, diretor do documentário “Várzea, a bola rolada na beira do coração”). Mediação de Xico Sá (escritor, colunista do jornal Folha de S. Paulo e comentarista esportivo).
Local: Biblioteca Alceu Amoroso Lima – Rua Henrique Schaumann, 777 – São Paulo, SP

Contação de histórias e oficina do livro Zoo Zureta
Sábado, 29 de maio, às 16h.
Márcia Brito conta histórias e faz oficina de dedoches baseada no livro Zoo Zureta, de Fabrício Corsaletti, ilustrado por Ionit Zilbermann.
Local: Livraria da Vila – Avenida Moema, 493 – São Paulo, SP

Oh, l’amour: exposição de serigrafias
Sábado, 29 de maio, a partir das 14h.
A Loja Cachalote inaugura a exposição de serigrafias Oh l’amour, que traz gravuras temáticas de Rafael Coutinho, Manuela Eichner, Valentina Aires e Rita Vida. Saiba mais no site da loja.
Local: Loja Cachalote – Rua Ministro Ferreira Alves, 48 – Pompéia – São Paulo, SP

Versatilidades: Marçal Aquino e Convidados
Sábado, 29 de maio, às 18h.
Bate-papo com o escritor e seus convidados Marília Toledo (dramaturga) e Beto Brant, cineasta que dirigiu os filmes Os matadores e O invasor, ambos com roteiro de Marçal Aquino.
Local: SESC Ipiranga (Área de convivência) – Rua Paes Leme, 195 – São Paulo, SP

8º Salão do livro do Piauí
Acontece de 31 de maio a 6 de junho o 8º Salão do livro do Piauí. Fazem parte da programação do evento palestras de Antonio Cícero, autor de Finalidades sem fim, e do angolano Ondjaki, escritor de Avódezanove e o segredo do soviético. Para mais informações, acesse: http://www.fundacaoquixote.org.br/
Local: Complexo da Praça Pedro II – Teresina, PI

Lançamento do livro Do fundo do poço se vê a lua
Terça-feira, 1º de junho, às 19h.
O autor Joca Reiners Terron autografará, na Livraria Cultura, seu primeiro romance, publicado pela Companhia das Letras, Do fundo do poço se vê a lua. Assista ao trailer do livro aqui.
Após a sessão de autógrafos na livraria, o lançamento continuará na Mercearia São Pedro, na Vila Madalena.
Local: Loja Companhia das Letras por Livraria Cultura – Conjunto Nacional – Avenida Paulista, 2073 – São Paulo, SP
Após as 21h30: Mercearia São Pedro – Rua Rodésia, 34 – Vila Madalena – São Paulo, SP

Lançamento do livro Esqueleto na lagoa verde
Terça-feira, 1º de junho, às 19h.
A Companhia das Letras e a Livraria da Travessa promovem debate com Ana Arruda Callado, Davi Arrigucci Jr., Matinas Suzuki e Maurício Stycer, por ocasião do lançamento do livro Esqueleto na Lagoa Verde, de Antonio Callado, que faz parte da coleção Jornalismo literário da Companhia das Letras.
Local: Livraria da Travessa – Shopping Leblon – 2º piso – Av. Afrânio de Melo Franco, 290 – Rio de Janeiro, RJ

Mostra “Cineastas e Imagens do Povo”
Até 6 de junho.
A mostra reúne documentários citados no livro homônimo de Jean-Claude Bernardet, a mais abrangente antologia da história do documentário brasileiro moderno. Além de resgatar a história do nosso cinema, o evento exibe algumas cópias novas, confeccionadas especialmente para a ocasião. A programação também conta com a realização de debates com a presença de realizadores e de um curso ministrado por especialistas, organizado com o apoio da Universidade de São Paulo. O público tem a oportunidade de assistir filmes que falam das grandes questões culturais, políticas e sociais vividas no país nas últimas quatro décadas. A maioria deles se encontrava inacessível às novas gerações até esta merecida homenagem ao trabalho de um dos maiores críticos de cinema ainda em atividade no Brasil.
Veja mais informações e a programação completa aqui.
Local: CCBB – R. Álvares Penteado, 112 – Centro – São Paulo, SP

Exposição Ostengruppe: cartazes russos contemporâneos
Até 20 de junho.
O Instituto Tomie Ohtake traz cerca de 80 cartazes do Ostengruppe, grupo de designers russos com forte influência do futurismo e do construtivismo russo. Veja mais informações no site da exposição.
Local: Instituto Tomie Ohtake – Av. Faria Lima, 201 (Entrada pela Rua Coropés) – Pinheiros – São Paulo, SP

Feira do livro de Canoas
De 2 a 20 de junho.
Em sua 26ª edição, a Feira do livro de Canoas promoverá encontros com os autores Charles Kieffer, Luiz Ruffato, Ricardo Azevedo e Michel Laub. Para mais informações, acesse: http://www.feiradolivrocanoas.blogspot.com
Local: Praça da Bandeira – Canoas, RS