Flipinha

A grande Flipinha

Por Mell Brites

praçaMatriz©andreconti-2-e1430961321223

Foto: Casa Azul/André Conti

Quem já foi à Festa Literária Internacional de Paraty certamente cruzou, entre as andanças pelas famosas ruas de paralelepípedos da cidade, com alguma apresentação musical, teatro, roda de capoeira ou outra atividade ao ar livre protagonizada por crianças. Esses eventos, que enchem de gritos, palmas e gargalhadas os arredores da praça da Matriz, fazem parte da Flipinha, a programação da Flip voltada para os pequenos leitores.

Desde 2004, enquanto na Tenda dos Autores grandes nomes da literatura — e de artes afins — discorrem sobre suas obras para o público adulto, em outros pontos de Paraty escritores de literatura infantil recebem crianças, pais, professores, mediadores e interessados no mundo da infância para conversar sobre seus livros e temas daí decorrentes. E além dos bate-papos com os convidados de honra, durante os cinco dias de festa também acontecem oficinas, mediações de leitura, shows, performances artísticas e as mostras das escolas da região — responsáveis por boa parte do burburinho que toma a cidade durante o dia.

Mas, apesar de ser um espaço importantíssimo de discussão e difusão da literatura infantil durante o festival, a Flipinha começa bem antes, nas escolas da região. No início do ano letivo, os professores recebem um “Manual da Flipinha” com informações sobre os autores convidados, e a partir daí selecionam conteúdos específicos para trabalhar em sala de aula. Assim, os alunos, já munidos de um repertório significativo, se envolvem de maneira mais profunda nas atividades durante o evento.

É por isso que a Flipinha, pensada para os pequenos, é um marco tão grande na cidade de Paraty e seus arredores: ela atua na formação de leitores e vem intervindo diretamente na educação dos moradores da região. E para revelar tudo que acontece por ali, este ano faremos um diário de viagem com relatos sobre a programação e impressões das nossas andanças pela festa. Então divirtam-se, acompanhem os posts e viva a grande Flipinha!

* * * * *

Mell Brites é editora da Companhia das Letrinhas e acompanhará os eventos da Flipinha durante a Festa Literária Internacional de Paraty.

12