Lançamentos

Semana dois

Toda sexta-feira nós colocaremos no blog os livros lançados durante a semana, assim como os eventos literários e culturais que acontecerão na semana seguinte. Não se esqueçam do Concurso Bolañomania, os cinco vencedores ganharão uma sacola comemorativa do lançamento de 2666 com um exemplar do livro, e a melhor resenha também será publicada aqui no blog.

Os lançamentos desta semana foram:

Por amor ao futebol!, de Pelé (Tradução de Maria Lopes; Ilustrações de Frank Morrison)
Dirigindo-se aos pequenos esportistas, Pelé fala de como surgiu sua paixão pela bola e do prazer de se estar em campo. Acompanhado das belas ilustrações de Frank Morrison, ele mostra aos jovens aspirantes a boleiros — e, de tabela, a nadadores, tenistas, corredores e a todos aqueles que um dia sonham com um futuro no esporte — que nenhum prêmio, título ou recorde pode prevalecer sobre o amor ao jogo, e que não há reconhecimento capaz de superar a ideia de que devemos viver, e nos dedicar, àquilo de que realmente gostamos.

Olívia tem dois papais, de Marcia Leite (Ilustrações de Taline Schubach)
Filha adotiva de Raul e Luís, Olívia é uma menina curiosa e alegre que adora usar palavras complicadas e desfiar grandes raciocínios quando conversa com seus dois pais. Leia aqui o texto da editora Júlia Moritz Schwarcz sobre essa história de uma família um pouco diferente, mas totalmente encantadora.

A era do inconcebível, de Joshua Cooper Ramo (Tradução de Donaldson M. Garschagen)
A era de intensas transformações vivenciada pelo planeta a partir de fins do século XX requer de seus protagonistas uma nova modalidade de pensamento, inovadora e preparada para a imprevisibilidade do contexto mundial. Das relações internacionais à economia, passando pela cultura e pela política, o livro aborda os pontos nevrálgicos das mudanças aceleradas que ameaçam o status quo das velhas estruturas.

Você está aqui, de Christopher Potter (Tradução de Claudio Carina)
Como uma simples erva daninha pode ser mais complexa que uma galáxia inteira? Por que os aceleradores de partículas são instrumentos fundamentais na investigação da origem e do destino do Universo? Você está aqui explica em linguagem ao mesmo tempo acessível, rigorosa e poética os mistérios intrincados da física quântica, da astronomia e da biologia evolutiva, percorrendo a história das mais importantes descobertas científicas.

Para conhecer melhor as religiões, de Patrick Banon (Tradução de Álvaro Lorencini; Ilustrações de Olivier Marboeuf)
Existem inúmeras religiões sobre a Terra, e todas parecem ser o reflexo das mesmas preocupações humanas, sobretudo daquelas ligadas aos grandes mistérios da existência: o nascimento, a vida e o pós-vida. Em Para conhecer melhor as religiões, Patrick Banon analisa tanto o sentimento de religiosidade — investigando as expressões desse sentimento desde o início da história da humanidade — como as religiões mais difundidas no mundo — mostrando seus pontos comuns e suas especificidades e contextualizando-as historicamente.

* Essa história está diferente, anunciado no post de quarta-feira, chega às livrarias na segunda-feira, dia 31.

* * * * *

O Blog da Companhia indica os seguintes eventos até a semana que vem:

III Festival da Mantiqueira
Acontece, de 28 a 30 de maio, a 3ª edição do Festival da Mantiqueira, evento que reúne escritores renomados para conversas com o público sobre suas obras e literatura em geral. Estarão presentes no evento os autores Arnaldo Bloch, Carola Saavedra, Fernando Gabeira, José Eduardo Agualusa, Lira Neto e Spacca. Os ingressos são gratuitos e é necessário retirar senha para as mesas, atividades infantis e shows, uma hora antes do início das atividades, na bilheteria do evento, na praça principal.
Para mais informações sobre a programação, clique aqui.
Local: Praça Cônego Antonio Manzi, centro de São Francisco Xavier, distrito de São José dos Campos (138 km de São Paulo e 59 km de São José dos Campos)

2º Festival Internacional de Leitura de Campinas
29 de maio a 6 de junho.
Em sua segunda edição, o Festival Internacional de Leitura de Campinas contará com a presença dos autores Angela Lago, Tatiana Belinky, Fabricio Corsaletti, Ricardo Azevedo e Fabrício Carpinejar. Para mais informações, acesse: http://www.filc.com.br/filc2010/
Local: CIS Guanabara e Largo do Rosário – Campinas, SP

Mesa redonda: Literatura e futebol
Sábado, 29 de maio, às 15h.
As relações entre literatura e futebol serão debatidas por José Miguel Wisnik (professor de teoria literária, compositor, autor do livro Veneno Remédio, sobre futebol no Brasil), José Roberto Torero (escritor, cineasta e colunista de esportes) e Akins Kinte (poeta, diretor do documentário “Várzea, a bola rolada na beira do coração”). Mediação de Xico Sá (escritor, colunista do jornal Folha de S. Paulo e comentarista esportivo).
Local: Biblioteca Alceu Amoroso Lima – Rua Henrique Schaumann, 777 – São Paulo, SP

Contação de histórias e oficina do livro Zoo Zureta
Sábado, 29 de maio, às 16h.
Márcia Brito conta histórias e faz oficina de dedoches baseada no livro Zoo Zureta, de Fabrício Corsaletti, ilustrado por Ionit Zilbermann.
Local: Livraria da Vila – Avenida Moema, 493 – São Paulo, SP

Oh, l’amour: exposição de serigrafias
Sábado, 29 de maio, a partir das 14h.
A Loja Cachalote inaugura a exposição de serigrafias Oh l’amour, que traz gravuras temáticas de Rafael Coutinho, Manuela Eichner, Valentina Aires e Rita Vida. Saiba mais no site da loja.
Local: Loja Cachalote – Rua Ministro Ferreira Alves, 48 – Pompéia – São Paulo, SP

Versatilidades: Marçal Aquino e Convidados
Sábado, 29 de maio, às 18h.
Bate-papo com o escritor e seus convidados Marília Toledo (dramaturga) e Beto Brant, cineasta que dirigiu os filmes Os matadores e O invasor, ambos com roteiro de Marçal Aquino.
Local: SESC Ipiranga (Área de convivência) – Rua Paes Leme, 195 – São Paulo, SP

8º Salão do livro do Piauí
Acontece de 31 de maio a 6 de junho o 8º Salão do livro do Piauí. Fazem parte da programação do evento palestras de Antonio Cícero, autor de Finalidades sem fim, e do angolano Ondjaki, escritor de Avódezanove e o segredo do soviético. Para mais informações, acesse: http://www.fundacaoquixote.org.br/
Local: Complexo da Praça Pedro II – Teresina, PI

Lançamento do livro Do fundo do poço se vê a lua
Terça-feira, 1º de junho, às 19h.
O autor Joca Reiners Terron autografará, na Livraria Cultura, seu primeiro romance, publicado pela Companhia das Letras, Do fundo do poço se vê a lua. Assista ao trailer do livro aqui.
Após a sessão de autógrafos na livraria, o lançamento continuará na Mercearia São Pedro, na Vila Madalena.
Local: Loja Companhia das Letras por Livraria Cultura – Conjunto Nacional – Avenida Paulista, 2073 – São Paulo, SP
Após as 21h30: Mercearia São Pedro – Rua Rodésia, 34 – Vila Madalena – São Paulo, SP

Lançamento do livro Esqueleto na lagoa verde
Terça-feira, 1º de junho, às 19h.
A Companhia das Letras e a Livraria da Travessa promovem debate com Ana Arruda Callado, Davi Arrigucci Jr., Matinas Suzuki e Maurício Stycer, por ocasião do lançamento do livro Esqueleto na Lagoa Verde, de Antonio Callado, que faz parte da coleção Jornalismo literário da Companhia das Letras.
Local: Livraria da Travessa – Shopping Leblon – 2º piso – Av. Afrânio de Melo Franco, 290 – Rio de Janeiro, RJ

Mostra “Cineastas e Imagens do Povo”
Até 6 de junho.
A mostra reúne documentários citados no livro homônimo de Jean-Claude Bernardet, a mais abrangente antologia da história do documentário brasileiro moderno. Além de resgatar a história do nosso cinema, o evento exibe algumas cópias novas, confeccionadas especialmente para a ocasião. A programação também conta com a realização de debates com a presença de realizadores e de um curso ministrado por especialistas, organizado com o apoio da Universidade de São Paulo. O público tem a oportunidade de assistir filmes que falam das grandes questões culturais, políticas e sociais vividas no país nas últimas quatro décadas. A maioria deles se encontrava inacessível às novas gerações até esta merecida homenagem ao trabalho de um dos maiores críticos de cinema ainda em atividade no Brasil.
Veja mais informações e a programação completa aqui.
Local: CCBB – R. Álvares Penteado, 112 – Centro – São Paulo, SP

Exposição Ostengruppe: cartazes russos contemporâneos
Até 20 de junho.
O Instituto Tomie Ohtake traz cerca de 80 cartazes do Ostengruppe, grupo de designers russos com forte influência do futurismo e do construtivismo russo. Veja mais informações no site da exposição.
Local: Instituto Tomie Ohtake – Av. Faria Lima, 201 (Entrada pela Rua Coropés) – Pinheiros – São Paulo, SP

Feira do livro de Canoas
De 2 a 20 de junho.
Em sua 26ª edição, a Feira do livro de Canoas promoverá encontros com os autores Charles Kieffer, Luiz Ruffato, Ricardo Azevedo e Michel Laub. Para mais informações, acesse: http://www.feiradolivrocanoas.blogspot.com
Local: Praça da Bandeira – Canoas, RS

Essa história está diferente – Dez contos para canções de Chico Buarque

Essa semana a Companhia das Letras lança Essa história está diferente, com dez contos  inspirados em canções de Chico Buarque. O projeto, idealizado pela RT Features e patrocinado pela Caixa Econômica Federal, traz contos de Alan Pauls, André Sant’Anna, Cadão Volpato, Carola Saavedra, João Gilberto Noll, Luis Fernando Verissimo, Mario Bellatin, Mia Couto, Rodrigo Fresán e Xico Sá. A organização é do jornalista Ronaldo Bressane.

Os registros literários captados por esta antologia foram os mais díspares e inventivos: alguns contos se baseiam fielmente nos causos musicados por Chico, outros usam as canções como trilha sonora, cenário e atmosfera, outros emprestam delas a estrutura, e há os que utilizam as canções como mote.

Abaixo nós selecionamos trechos de três contos. Aguarde mais informações aqui no Blog da Companhia sobre os eventos de lançamento, que ocorrerão em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Continue lendo »

Semana um

Toda sexta-feira nós colocaremos no blog os livros lançados durante a semana, assim como os eventos literários e culturais que acontecerão na semana seguinte.

Os lançamentos da semana foram:

2666, de Roberto Bolaño (Tradução de Eduardo Brandão)
Maior sucesso latino em escala mundial desde Gabriel García Márquez, Roberto Bolaño consolidou-se na direção contrária de seu predecessor, apresentando um realismo cru, de humor sardônico e pessimista. É nessa chave que se desenrola 2666, composto de cinco romances interligados em um de seus livros mais elogiados e premiados.

Para comemorar o lançamento deste livro, que é um dos mais esperados do ano, elaboramos o Concurso Bolañomania, no qual você concorre a uma sacola comemorativa com um exemplar de 2666.

Henderson, o rei da chuva, de Saul Bellow (Tradução de José Geraldo Couto)
O milionário americano Eugene Henderson, veterano de guerra e descendente de homens ilustres, resolve dar uma virada radical em sua vida, e parte para o coração da África em busca de relações humanas mais autênticas e de um sentido para a existência.

Do fundo do poço se vê a lua, de Joca Reiners Terron
Novo título da Coleção Amores Expressos, este livro conta a história de Wilson e William, gêmeos nascidos em São Paulo nos anos finais da ditadura. Órfãos de mãe e criados pelo pai, ator, os meninos são treinados para atuarem juntos, mas as brincadeiras da infância, porém, revelam que a semelhança dos irmãos é apenas física. William é violento, taciturno e masculino, enquanto Wilson é feminino e dono de inteligência tão sagaz quanto compulsiva.

Assista abaixo ao trailer do livro:

O guardador de segredos, de Davi Arrigucci Jr.
Do autor de O cacto e as ruínas, clássico da interpretação da poesia de Manuel Bandeira, este livro reúne textos recentes sobre poesia, ficção, cinema e crítica, enfatizando nomes fundamentais da literatura brasileira.

Obra completa, de Murilo Rubião
Em formato econômico, os 33 contos de Murilo Rubião, expoente máximo da literatura fantástica brasileira.

Esqueleto na lagoa verde, de Antonio Callado
Em 1925, o oficial britânico Coronel Fawcett tenta localizar um Eldorado no interior do Brasil, mas acaba desaparecendo na selva. Vinte e sete anos depois, o repórter Antonio Callado vai ao Xingu para escrever sobre o sumiço do explorador e produz um dos mais fascinantes relatos jornalísticos já feitos no Brasil.

A humilhação, de Philip Roth (Tradução de Paulo Henriques Britto)
Em seu trigésimo livro, Roth volta ao tema da velhice, da perda e da morte ao narrar os conflitos de um ator em crise com a profissão. Veja uma entrevista do autor com Tina Brown sobre o livro aqui.

Feliz aniversário, de Reginaldo Prandi (Ilustrações de Rodrigo Rosa)
No terceiro romance sobre as aventuras de Paulo e seus quatro filhos, velhos conhecidos dos leitores de Minha querida assombração e Jogo de escolhas, mais histórias dentro de histórias e clima de mistério no ar.

* * * * *

O Blog da Companhia indica os seguintes eventos até a semana que vem:

Bienal do livro de Minas
A feira, que contará com a presença dos autores Moacyr Scliar e Carlos de Brito e Mello, entre outros, termina neste domingo. A Companhia das Letras estará presente no evento, visite nosso estande. http://www.bienaldolivrominas.com.br/
Local: Expominas – Avenida Amazonas, 6.030 – Belo Horizonte, MG

Exposição Andy Warhol, Mr. America
A exposição de pinturas, gravuras e vídeos deste que foi um dos artistas mais influentes da Pop Art também termina este domingo. Mais informações aqui.
Local: Estação Pinacoteca – Largo General Osório, 66 – São Paulo, SP

Mesa redonda: As atuais mudanças e transformações dos quadrinhos no Brasil
Sábado, 22 de maio, às 15h.
O editor da Companhia das Letras André Conti participa da mesa redonda junto com os editores das editoras Panini, Devir e Conrad sobre as recentes e significativas mudanças do mercado de quadrinhos, o crescente aumento de investimento no setor, além da produção de quadrinhos nacionais e a nova safra de autores.
A Casa das Rosas também está promovendo muitos outros eventos, como uma palestra com os quadrinistas gêmeos Fábio Moon e Gabriel Bá e uma exposição durante todo o mês de Maio sobre livros adaptados para histórias em quadrinhos. Clique aqui para ver toda a programação do mês.
Local: Casa das Rosas – Av. Paulista, 37 – São Paulo, SP

Contação de histórias e oficina do livro Histórias à Brasileira 4
Sábado, 22 de maio, às 17h30.
Kiara Terra conta histórias do livro Histórias à Brasileira 4, de Ana Maria Machado, ilustrado por Odilon Moraes.
Local: FNAC Morumbi – Avenida Roque Petroni Júnior, 1089 – São Paulo, SP

Contação de histórias e oficina do livro Zoo Zureta
Domingo, 23 de maio, às 15h.
Márcia Brito conta histórias e faz oficina de dedoches baseada no livro Zoo Zureta, de Fabrício Corsaletti, ilustrado por Ionit Zilbermann.
Local: Saraiva Mega Store – Shopping Eldorado – Av. Rebouças, 3.970 – São Paulo, SP

Seminário Internacional Jorge Amado
Organizado por Lilia Moritz Schwarcz e Ilana Seltzer Goldstein, e com a participação de autores como José Agualusa, o evento abordará temas como a cultura afro-baiana, a mestiçagem, questões de gênero e a política, todos de alguma forma envolvidos na obra do escritor baiano. O Seminário ocorrerá em São Paulo e em Salvador. Veja a programação e completa e inscreva-se aqui.
São Paulo: 24 e 25 de maio.
Local: Anfiteatro da História – FFLCH/USP – Av. Professor Lineu Prestes, 338
Salvador: 27 e 28 de maio.
Local: Anfiteatro da Faculdade de Medicina da Bahia – UFBA – Largo Terreiro de Jesus, s/nº

Série Tertúlia – Encontros de literatura
Segunda-feira, 24 de maio, 21h no SescTV.
O programa traz tradutores falando sobre o desafio de traduzir alguns dos mais prestigiados autores. Nesta segunda-feira, José Rubens Siqueira fala sobre seu trabalho com as obras de J.M. Coetzee. Clique aqui para saber mais.

III Festival da Mantiqueira
Acontece, de 28 a 30 de maio, a 3ª edição do Festival da Mantiqueira, evento que reúne escritores renomados para conversas com o público sobre suas obras e literatura em geral. Estarão presentes no evento os autores Arnaldo Bloch, Carola Saavedra, Fernando Gabeira, José Eduardo Agualusa, Lira Neto e Spacca. Os ingressos são gratuitos e é necessário retirar senha para as mesas, atividades infantis e shows, uma hora antes do início das atividades, na bilheteria do evento, na praça principal.
Para mais informações sobre a programação, clique aqui.
Local: Praça Cônego Antonio Manzi, centro de São Francisco Xavier, distrito de São José dos Campos (138 km de São Paulo e 59 km de São José dos Campos)

Mostra “Cineastas e Imagens do Povo”
Até 6 de junho.
A mostra reúne documentários citados no livro homônimo de Jean-Claude Bernardet, a mais abrangente antologia da história do documentário brasileiro moderno. Além de resgatar a história do nosso cinema, o evento exibe algumas cópias novas, confeccionadas especialmente para a ocasião. A programação também conta com a realização de debates com a presença de realizadores e de um curso ministrado por especialistas, organizado com o apoio da Universidade de São Paulo. O público tem a oportunidade de assistir filmes que falam das grandes questões culturais, políticas e sociais vividas no país nas últimas quatro décadas. A maioria deles se encontrava inacessível às novas gerações até esta merecida homenagem ao trabalho de um dos maiores críticos de cinema ainda em atividade no Brasil.
Veja mais informações e a programação completa aqui.
Local: CCBB – R. Álvares Penteado, 112 – São Paulo, SP

Sonhos, reflexos, o tempo

Jorge Luis Borges em 1963 (Foto por Alicia D’Amico)

Esta pequena obra-prima, na verdade um simples prólogo, é a visão de Jorge Luis Borges sobre Alice no país das maravilhas e outros títulos de Lewis Carroll.

Assim como este, outros textos escritos pelo autor para livros como Bartleby, de Melville, e A metamorfose, de Kafka, estão reunidos em Prólogos, com um prólogo de prólogos (tradução de Josely Vianna Baptista).

* * * * *

Lewis Carroll

Obras completas

No capítulo segundo de Symbolic Logic (1892), C. L. Dodgson, cujo nome perdurável é Lewis Carroll, escreveu que o universo consta de coisas que podem ser ordenadas por classes e que uma destas é a classe das coisas impossíveis. Deu como exemplo a classe das coisas que pesam mais de uma tonelada e que uma criança é capaz de levantar. Se não existissem, se não fossem parte de nossa felicidade, diríamos que os livros de Alice correspondem a essa categoria. De fato, como conceber uma obra que não é menos deleitável e hospitaleira que As mil e uma noites, e que também é uma trama de paradoxos de ordem lógica e metafísica? Alice sonha com o Rei Vermelho, que a está sonhando, e alguém lhe avisa que, se o Rei acordar, ela irá apagar-se como uma vela, porque não passa de um sonho do Rei que ela está sonhando. A propósito desse sonho recíproco, que é bem possível que não tenha fim, Martin Gardner lembra certa obesa, que pinta uma pintora magra, que pinta uma pintora obesa, que pinta uma pintora magra, e assim ao infinito.

Continue lendo »

Alan Pauls e Rodrigo Fresán falam de 2666

Cruzes em homenagem às mulheres assassinadas em Ciudad Juárez, inspiração de Bolaño para os crimes de Santa Teresa em 2666. (Foto por Jim Winstead)Cruzes em homenagem às mulheres assassinadas em Ciudad Juárez, inspiração de Bolaño para os crimes de Santa Teresa em 2666. (Foto por Jim Winstead)

Alan Pauls e Rodrigo Fresán, além de escritores argentinos e, por um tempo, vizinhos, também tinham em comum uma grande amizade com Roberto Bolaño.

Em preparação para o lançamento de 2666, a Companhia convidou os dois para falar um pouco sobre o Bolaño que conheciam, e sua obra final.

Continue lendo »