Links da semana

Links da semana

No Todoprosa, Sérgio Rodrigues abriu a votação para o melhor livro do ano, e cinco livros da Companhia estão no páreo.

A Aline, do blog Godot não virá, resenhou Felicidade demais, de Alice Munro. O Lucca, do Mundo Livro, leu Mongólia, de Bernardo Carvalho. O Kelvin, do blog Um túnel no final da luz, fala sobre Coleção de areia, de Italo Calvino.

Paul Thomas Anderson, diretor de Sangue negroMagnólia, pretende adaptar Vício inerente, de Thomas Pynchon, para o cinema.

No Meia Palavra, o Luciano falou sobre Vergonha, de Salman Rushdie, a Anica leu Os gatos, de T.S. Eliot, o Felippe resenhou O natimorto, de Lourenço Mutarelli, a Kika comentou Passageiro do fim do dia, do Rubens Figueiredo.

No Veja Meus Livros, você pode assistir a uma entrevista com Ricardo Piglia sobre a literatura argentina, na qual ele elogia Roberto Bolaño.

O Rafael, do blog O Espanador, falou sobre o bate-papo com Lygia Fagundes Telles que aconteceu durante a Balada Literária. O Thiago, do blog O que Dr. House diria?, resenhou O guerreiro solitário, de Henning Mankell.

No Sílaba Tônica, você pode ver uma entrevista com Meire Cazumbá e Marie Ange Bordas, autoras de Histórias da Cazumbinha.

A Ana, do blog Livros e nada mais, falou sobre Só garotos, de Patti Smith. O Marcos Vinícius, do blog Um pequeno sol de bolso, recomenda a leitura de A passagem tensa dos corpos, de Carlos de Brito e Mello.

Michel Laub fez uma série de posts em seu blog sobre as manias de cem escritores brasileiros.

O Arthur, do blog O leitor comum, falou sobre O barão nas árvores, de Italo Calvino. O Alexandre, do Impulso HQ, resenhou Cachalote, de Daniel Galera e Rafael Coutinho. O André, do blog O roteiro, comentou Diplomacia suja, de Craig Murray.

Você conhece o Rascunho, jornal literário que completou dez anos? Eliane Brum, da Revista Época, falou sobre a vida de Rogério Pereira, e o que o levou a fundar o jornal mensal.

Links da semana

O cineasta Francis Ford Coppola está em São Paulo e, em entrevista coletiva, disse que “a grande literatura do século é da América Latina”, e citou os escritores Roberto Bolaño e Jorge Amado como alguns de seus preferidos.

Sidney Gusman, do Universo HQ, avaliou Notas sobre Gaza, de Joe Sacco. O César, do Blog do NEI, resenhou Diplomacia suja, de Craig Murray.

No Wall Street Journal você pode ler dois e-mails que Stieg Larsson trocou com sua editora, sobre as convenções presentes nos romances policiais, algumas das quais ele resolveu desafiar.

Alexandre, do Pipoca e Nanquim, resenhou Persépolis, de Marjane Satrapi. Breno, do Abre parêntese, falou sobre Do fundo do poço se vê a lua, de Joca Reiners Terron, e a Camila, do blog Mente em Atividade, comentou A corrida para o século XXI, de Nicolau Sevcenko.

No Meia Palavra, a Liv resenhou O Rei do Picles, de Rebecca Promitzer, o Lucas falou sobre Irmãos, de Yu Hua, e o Luciano comentou Em outros quartos, outras surpresas, de Daniyal Mueenuddin.

O Huffington Post listou 15 filmes que não poderiam ser adaptados para o cinema, enquanto Alessandro Martins, do Livros e Afins, elaborou uma lista de 27 filmes sobre escritores.

Kelvin, do blog Um túnel no fim da luz, comentou as novas edições da obra completa de Freud que a Companhia está lançando. Petê, em seu blog, falou sobre Todos os homens são mentirosos, de Alberto Manguel. O Yuri, do Paradoxo, resenhou Solar, de Ian McEwan.

O Rodolfo, do blog Substantivo Masculino, fez uma retrospectiva do que aconteceu no meio literário em novembro. O Douglas, do blog Listas Literárias, dá 10 dicas para conservar melhor seu livro.

Você sabia que Andy Warhol admirava Hergé? No blog Tintim por Tintim você vê fotos dos dois juntos, além da homenagem que Warhol fez ao quadrinista no ano de sua morte.

Links da semana

Sexta-feira passada a Companhia organizou, junto com a Livraria Cultura, uma sessão de autógrafos com Lou Reed. Algumas pessoas chegaram com horas de antecedência para garantir sua senha, mas no final tudo deu certo, e todos puderam levar seu autógrafo para casa. As fotos do evento estão no nosso álbum.

O Almir, do Não me culpem pelo aspecto sinistro, comentou O olhar da mente, de Oliver Sacks, que a Companhia acabou de lançar. O Marcus Vinícius, do blog um pequeno sol de bolso, recomendou a coletânea 68 contos de Raymond Carver.

No Meia Palavra, o Felippe entrevistou Lourenço Mutarelli, a Taize resenhou A questão dos livros, de Robert Darnton, a Kika leu Outras cores, de Orhan Pamuk, a Anica falou de Amuleto, do Roberto Bolaño, e o Luciano comentou O castelo branco, de Orhan Pamuk.

Quer saber o que os funcionários da Livraria Cultura lêem? O blog da loja está postando vídeos com depoimentos de cada um sobre seus livros, filmes e discos favoritos. Lá eles também falaram sobre João Silva, premiado fotógrafo português que perdeu as pernas recentemente, após pisar em uma mina no Afeganistão.

O Charlles, em seu blog, resenhou O teatro de Sabbath, de Philip Roth. Ardz, do blog Papel Eletrônico, comentou Eu vos abraço, milhões, novo livro de Moacyr Scliar, e Morelli, do blog Confissões do sétimo andar, falou sobre Solar, de Ian McEwan.

O Ricardo, do blog Verbo Transitivo, comentou Operação massacre, livro de jornalismo literário do Rodolfo Walsh. O Renan, do site Judão, comentou os dois primeiros volumes de Scott Pilgrim contra o mundo, e o Roberto, do blog Antes que eu desista, falou sobre Haroun e o Mar de Histórias, de Salman Rushdie.

O Paulo, do blog A besta esfolada, comentou Os irmãos Karamabloch, biografia de Arnaldo Bloch sobre a família que fundou a Manchete. O Yuri, do blog Livrada!, leu O livro dos seres imaginários, de Jorge Luis Borges, e o Arthur, do blog O leitor comum, falou de Scott Pilgrim contra o mundo, de Bryan Lee O’Malley.

O Agostinho, do blog da Estante Virtual, falou sobre os livros clássicos favoritos de alguns escritores, e pede para todos comentarem com os seus favoritos também.

Links da semana

Ontem à noite aconteceu a cerimônia de premiação do National Book Award, e Patti Smith ganhou na categoria “Melhor livro de não-ficção” por Só garotos, sobre sua amizade com Robert Mapplethorpe quando os dois ainda estavam tentando se tornar artistas. O livro será lançado pela Companhia das Letras semana que vem.

Patti, que trabalhou em uma livraria na juventude, ao receber o prêmio, pediu  “por favor, não importa o quanto a tecnologia avance, não abandonem o livro. Não há nada mais bonito no nosso mundo material do que o livro.

Falando em premiações, no Todoprosa Sérgio Rodrigues propõe uma votação dos melhores livros do ano, e pede que as pessoas indiquem nos comentários os títulos que deveriam concorrer.

No Meia Palavra, Luciano resenhou Viagem ao fim do milênio, de A.B. Yehoshua, e Uma certa paz, de Amós Oz.

Marcelo Miranda, do jornal O Tempo, falou de Notas sobre Gaza, de Joe Sacco, e Maus, de Art Spiegelman. O Gustavo, do blog O Esquema, resenhou Cachalote, de Daniel Galera e Rafael Coutinho. Mona Dorf postou em sua coluna do IG o vídeo de uma entrevista que ela fez com Rafael Coutinho durante a FLIP deste ano.

Sinvaldo, do blog O bule, leu Respiração Artificial, de Ricardo Piglia. Alfredo, do blog Monte de leituras, falou sobre Pelos olhos de Maisie, de Henry James.

No Veja Meus Livros, Nelson Oliveira dá dez dicas para ser um escritor.

A Mel, do blog Três Lápis, recomendou Sua resposta vale um bilhão, de Vikas Swarup. O Ramiro, do blog Abstraindo a realidade, falou sobre O bom Jesus e o infame Cristo, de Philip Pullman — livro que o Daniel, do blog Amálgama, também resenhou.

O Daniel, do Pipoca e Nanquim, escreveu sobre o filme da série Scott Pilgrim. Aliás, o programa acabou de ganhar um novo site, que seguirá a mesma proposta de falar sobre cinema e quadrinhos.

A Martha, do Colherada Cultural, leu O único final feliz para uma história de amor é um acidente, de J.P. Cuenca. O Johnny, do PavaBlog, resenhou Retalhos, de Craig Thompson.

O Claudio, do site IdeaFixa, falou sobre Muchacha e entrevistou seu autor, Laerte. O Alex, da revista Bula, resenhou Solar, de Ian McEwan.

O escritor Michel Laub pondera em seu blog sobre os possíveis motivos pelos quais a internet pode mudar a literatura.

Links da semana

Em novembro acontecem vários festivais literários, e a Companhia indica os seguintes:

  • 2° Flipipa (18 a 20 de novembro, Pipa-RN): Daniel Galera, Rafael Coutinho, Mia Couto e Marçal Aquino participam de alguns dos debates do festival.
  • 6ª Bienal do Livro de Goytacazes (05 a 15 de novembro, Campos de Goytacazes-RJ): os autores Tony Belloto, Mia Couto e José Eduardo Agualusa participam da programação.
  • Fórum das Letras de Ouro Preto (10 a 15 de novembro, Ouro Preto-MG): Lira Neto, Paulo Markun, Daniel Galera, Rafael Coutinho, João Paulo Cuenca, Mia Couto, Ondjaki, José Luandino Vieira, João Gabriel de Lima e Pepetela são os autores da Companhia das Letras que participam do festival.
  • 6ª Fliporto (12 a 15 de novembro, Olinda-PE): os autores Alberto Manguel, Contardo Calligaris, Daniel Galera, Joaquim Ferreira dos Santos, Milton Hatoum, Moacyr Scliar, Rafael Coutinho, Ricardo Piglia e Ronaldo Vainfas fazem parte da programação da Festa.
  • Rio Comicon (09 a 13 de novembro, Rio de Janeiro-RJ): os quadrinistas Lourenço Mutarelli, Laerte, Rafael Coutinho e Angeli participam de uma das maiores feiras do quadrinhos do mundo.
  • Balada Literária (18 a 21 de novembro, São Paulo-SP): Lygia Fagundes Telles é a homenageada do festival, que também traz Alberto Manguel.
  • Literata (17 a 20 de novembro, Sete Lagoas-MG): Moacyr Scliar e J.P. Cuenca participam do evento, que homenageia Guimarães Rosa.
  • VI Fórum de Editoração (27 de novembro, São Paulo-SP): o fórum pretende discutir questões ligadas ao universo editorial, como a distribuição de livros no Brasil e a literatura infantil.
  • Vira Cultura (27 e 28 de novembro, São Paulo-SP): a maratona cultural promove bate-papos com Daniel Galera, Michel Laub, Dráuzio Varella e com o capista Kiko Farkas, além de sessões de autógrafos com Lourenço Mutarelli e Marcelo Ferroni. Também haverá um sarau de poesia com Fabrício Corsaletti, Alberto Martins, Antônio Fernando de Franceschi e Eucanaã Ferraz, e contações de histórias de Quem soltou um pum?, Ynari, a menina das cinco tranças e Nome, sobrenome e apelido.

Acompanhe a nossa página de eventos para estar sempre a par de toda a programação do mês.

O Saraiva Conteúdo entrevistou o quadrinista Caeto, sobre Memória de elefante, e o historiador Robert Darnton, sobre A questão dos livros.

The Piauí Herald fez uma matéria sobre o número de prêmios que Chico Buarque tem ganhado recentemente.

No Meia Palavra, o Felipe resenhou Nada me faltará, de Lourenço Mutarelli, e o Luciano leu Notas sobre Gaza, de Joe Sacco,

O Ricardo Lombardi, do Desculpa a poeira, indicou o In Their Own Words, coleção de entrevistas feitas pela BBC com escritores como V.S. Naipaul e  Kazuo Ishiguro.

A Luani, do blog O Espanador, resenhou o infantil É um livro, de Lane Smith. O Vini, do Uarévaa, fez uma resenha sobre o filme da série Scott Pilgrim contra o mundo.

A Larissa, que ganhou um ingresso para ver a palestra de Ingrid Betancourt no nosso sorteio do Twitter, escreveu em seu blog sobre o encontro com a ex-senadora.

Revista Fraude entrevistou Spacca sobre sua adaptação de Jubiabá para os quadrinhos.

No Artilharia Cultural, a Taize falou sobre A teoria das janelas quebradas, de Drauzio Varella. O Nei resenhou em seu blog Operação Massacre, de Rodolfo Walsh.

Jaime Mendes, do blog Livros, livrarias e livreiros, escreveu sobre a pesquisa feita pela Associação Nacional das Livrarias sobre o setor livreiro no Brasil.

Ronaldo Bressane escreveu sobre Solar, de Ian McEwan, em seu blog, e a Mônica convida todos os blogueiros a participar do Desafio José Saramago.

rádio americana NPR entrevistou Patti Smith sobre Apenas garotos, livro sobre sua amizade com Robert Mapplethorpe que a Companhia lança no final do mês.