carolina daflon

Quem é quem na Companhia das Letras

Nome: Carolina Daflon

Há quanto tempo trabalha na editora? 1 ano e 5 meses

Função: Trabalho no marketing. Junto com Juliana Vettore e Bárbara Vidal cuido dos eventos da editora, das ações de relacionamento com os livreiros e do material para o ponto de venda.

Um livro: Zeitoun, de Dave Eggers

Uma citação ou passagem de livro:
“Abdulrahman Zeitoun tinha apenas treze anos quando começou a pescar sardinhas… usando um método chamado lampara… Havia esperado anos para se juntar aos homens e adolescentes nos barcos noturnos, e passara todos esse tempo fazendo perguntas. Por que só nas noites sem lua? Porque, respondeu-lhe o irmão Ahmad, nas noites de lua o plâncton ficaria visível por toda parte, espalhado por todo o mar, e as sardinhas poderiam com facilidade ver e devorar os micro-organismos brilhantes. Quando não havia lua, porém, os homens podiam criar a sua própria luz e trazer as sardinhas até a superfície com uma concentração surpreendente… E, quando Abdulrahman viu pela primeira vez as sardinhas nadando em círculos no breu do mar, não conseguiu acreditar no que via, na beleza daquele círculo de prata ondulante sob a luz branca e dourada das lamparinas… Algumas horas depois, quando as sardinhas estavam prontas e dezenas de milhares delas reluziam a luz refletida, os pescadores recolhiam a rede e puxavam-nas para bordo. Então voltavam para o porto com os motores ligados e levavam as sardinhas para o peixeiro do mercado antes de o dia raiar. Ele pagava aos homens e meninos, e então vendia as sardinhas por todo o lado ocidental da Síria: Lataquia, Baniyas, Damasco. Os pescadores repartiam o dinheiro, e Abdulrahman e Ahmad levavam o quinhão deles para casa. O pai falecera no ano anterior e a mãe estava com a saúde e a mente debilitadas, então tudo o que eles ganhavam na pesca ia para o sustento da casa que dividiam com dez outros irmãos e irmãs. Mas Abdulrahman e Ahmad não ligavam muito para o dinheiro. Teriam feito aquilo de graça.” (Zeitoun, de Dave Eggers)

Sua parte favorita do trabalho: Lidar com as pessoas. Além de contribuírem para o meu crescimento profissional, a convivência me torna uma pessoa melhor.