janet ahlberg

Semana vinte e nove

Os lançamentos desta semana foram:

A ponte: vida e ascensão de Barack Obama, de David Remnick (Tradução de Celso Nogueira e Isa Mara Lando)
A ponte é a mais completa biografia já escrita sobre Barack Obama. Através de centenas de entrevistas e uma cuidadosa reconstituição biográfica e histórica, o jornalista David Remnick empreendeu uma viagem às raízes do presidente americano, refazendo os passos de sua educação “política, racial e sentimental”.

Memórias de um historiador de domingo, de Boris Fausto
Neste segundo volume de suas memórias, Boris Fausto — um dos mais respeitados historiadores brasileiros — se debruça sobre o começo de sua vida adulta, a formação em direito, a luta política e a construção da família. Leia aqui o post que Lilia Moritz Schwarcz escreveu ao receber o manuscrito.

O Natal do carteiro, de Janet & Allan Ahlberg (Tradução de Eduardo Brandão)
É Natal! Para que todos fiquem felizes, o Papai Noel deve receber as cartas com os pedidos das crianças, assim como cada um de nós — os personagens dos contos de fada incluídos — deve receber a sua correspondência. E viva o Carteiro, o grande responsável por toda essa troca de afetos.

O emblema vermelho da coragem, de Stephan Crane (Tradução de Sérgio Rodrigues)
Um dos primeiros clássicos modernos da literatura norte-americana, O emblema vermelho da coragem foi também pioneiro ao retratar de maneira realista a Guerra Civil americana, do ponto de vista de um soldado jovem e inexperiente. Essa chave serve para situar o leitor no conflito em pé de igualdade com o protagonista, e conforme ele vai desvendando a incipiente máquina de guerra da União somos transportados a campos de batalha e lutas sangrentas, numa prosa rica e vibrante.

Bis, de Ricardo da Cunha Lima (Ilustrações de Luiz Maia)
Poemas que falam de uma máquina de fazer chuva, e chuva com sabor de frutas, de uma geladeira de micro-ondas, que em vez de esquentar congela, e de muito mais, além de uma generosa lição de poesia, são os componentes deste Bis.

Bafinhaca e a Vingança dos Gnomos, de Kaye Umansky (Ilustrações de Nick Price; Tradução de Ricardo Gouveia)
Na Floresta do Bruxedo andam acontecendo coisas estranhas: uma Vassoura fica aterrorizada ao ouvir a palavra “gnomo”, enquanto um Gênio da lâmpada anda maluco por um Lixão… Será que Bafinhaca está alerta aos perigos que a cercam?

* * * * *

A Companhia também fez três pacotes especiais para o Natal: José Saramago, Chico Buarque e Stieg Larsson em embalagens limitadas!