o réu e o rei

Editor de Roberto Carlos em Detalhes comenta O réu e o rei

Por Pascoal Soto


Acabei de ler a belíssima edição de O réu e o rei.

Para mim, passado todo esse tempo, ficou a certeza de que o maior personagem dessa história é – e sempre foi – o Paulo Cesar. O livro é uma lição de humanidade, de paixão pela profissão, de obstinação e sensibilidade. Diante disso, todo o resto parece pequeno demais. Paulo é muito grande.

Ao final das contas, sinto-me orgulhoso de ter tido a oportunidade de viver uma parte dessa história, de ter tido a coragem de editar Roberto Carlos em detalhes. Confesso que também sofri muito, mas longe de mim querer comparar o meu sofrimento ao dele. Paulo e sua obra foram vítimas de uma violência brutal que somente agora, sete anos depois, começa a ser reparada.

O que sempre me acalentou, entretanto, foi o sentimento de que aquele episódio entraria para a história; que aquilo não teria sido em vão. Tive a oportunidade de dizer isso ao Paulo quando saímos daquele Fórum, naquele fatídico dia. Eu imaginava que uma nova história seria contada a partir daquele episódio. Quero parabenizar todos os envolvidos no processo de edição de O réu e o rei. Vocês publicaram, talvez, a mais importante peça de defesa da liberdade de expressão.

* * * * *

Pascoal Soto é diretor editorial da Leya no Brasil e editou, pela Planeta, a biografia Roberto Carlos em detalhes, lançada em novembro de 2006 e apreendia em 2007, depois de ação judicial movida por Roberto Carlos.