patrick banon

Semana quarenta e oito

Os lançamentos da semana são:

Desejo, paixão e ação na ética de Espinosa, de Marilena Chaui
Os oito ensaios reunidos neste livro foram escritos originalmente para conferências e artigos, e neles Marilena Chaui aborda os temas principais da ética de Espinosa, cuja obra ela estuda desde a época do doutorado. Como é característico das outras obras da autora, sua enorme capacidade de síntese e sua escrita clara são fundamentais para oferecer um vasto painel da história da filosofia, aproximando o leitor comum dos conceitos intrincados do sistema filosófico e oferecendo instrumentos valiosos para pensar a sociedade contemporânea.

Scott Pilgrim contra o mundo — vol. 3, Bryan Lee O’Malley (Tradução de Érico Assis)
Mesmo que não aparente, Scott Pilgrim deu passos importantes em direção à vida adulta. Entretanto, algo de estranho pode estar acontecendo com Ramona. São mensagens no celular, cartas suspeitas e o brilho que surge em torno de sua cabeça toda vez que ela entra num assunto de que não gosta. Será que isso tem a ver com a chegada de Gideon, o líder de todos os Ex-Namorados do Mal, a Toronto? Videogames, música indie, amores adolescentes tardios, mangás e a chegada da vida adulta misturam-se no universo do canadense mais famoso do planeta em seu último volume de aventuras – que reúne duas histórias originais do herói que virou cult instantâneo nos cinemas.

A menina do capuz vermelho e outras histórias de dar medo, de Angela Carter (Tradução de Luciano Viera Machado)
Nesta edição, a Penguin-Companhia selecionou alguns dos mais célebres (e assustadores) contos de fadas compilados por Angela Carter, num breve painel do folclore mundial e das tradições narrativas dos mais variados povos. Há poucas fadas nessas páginas, e o leitor também terá dificuldades em encontrar príncipes encantados e caçadores que salvam o dia no último momento. Escritas numa época em que esse tipo de história não era destinado a crianças, as fábulas aqui contidas dão lugar a uma série de tias malévolas, esposas traiçoeiras, irmãs excêntricas e perigosas feiticeiras.

Declaração de independência — Uma história global, de David Armitage (Tradução de Angela Pessoa)
Hoje cultuada nos Estados Unidos pelos direitos individuais que assegura, a Declaração teve por razão primeira uma demanda cuja originalidade é hoje pouco lembrada: a independência desvinculada de outro poder soberano. Embora não seja o primeiro documento a questionar a autoridade de um território sobre outro, a Declaração forjou o conceito de Estado, em oposição ao de império, e assim serviu de fundamento e inspiração para dezenas de documentos similares. No livro, David Armitage, professor de história na Universidade Harvard, analisa esse documento fundador dos EUA, e seu papel como modelo e inspiração para a emancipação de comunidades políticas ao redor do mundo.

Para conhecer melhor os tabus e as proibições, de Patrick Banon (Ilustrações de Sabine Allard; Tradução de Eduardo Brandão)
“Não ponha a mão no fogo! Não enfie o dedo na tomada!” Desde bem cedo, nossa vida é cercada de proibições. Em Para conhecer melhor os tabus e as proibições, Patrick Banon investiga a origem dessas regras, procurando desvendar os medos ancestrais dos homens — ligados principalmente às forças naturais e sobrenaturais — e analisar os sistemas criados para enfrentar esses medos desde os primórdios da história humana. Dessa forma, ele sugere que as ligações existentes entre os tabus e o pensamento dos antigos clãs permitem compreender melhor as leis e as proibições que regem nossa vida. O que Banon nos mostra é que todos os tabus têm um denominador comum: pretendem proteger o fraco contra o forte e permitir uma vida social tranquila. Para ele, um mundo sem tabus seria um mundo desumano.

Contradança, de Roger Mello
Alguns de nossos grandes ilustradores têm se revelado escritores de mão-cheia. Não é de estranhar: quem conta histórias com o traço está igualmente sensibilizado com a narrativa através de palavras. Roger Mello é um grande exemplo. Indicado ao prêmio Hans Christian Andersen, considerado o Nobel da literatura infantil, ele agora lança um de seus livros mais ousados e inventivos. Em um diálogo que mais parece sonho, a filha de um vidraceiro conversa com um macaco que é quase o seu reflexo. Em poucas palavras, os dois falam sobre medo e coragem, e sobre os infinitos reflexos que nossa imagem pode gerar e sobre os outros tantos que podemos enxergar de nós mesmos e dos outros.

Semana dois

Toda sexta-feira nós colocaremos no blog os livros lançados durante a semana, assim como os eventos literários e culturais que acontecerão na semana seguinte. Não se esqueçam do Concurso Bolañomania, os cinco vencedores ganharão uma sacola comemorativa do lançamento de 2666 com um exemplar do livro, e a melhor resenha também será publicada aqui no blog.

Os lançamentos desta semana foram:

Por amor ao futebol!, de Pelé (Tradução de Maria Lopes; Ilustrações de Frank Morrison)
Dirigindo-se aos pequenos esportistas, Pelé fala de como surgiu sua paixão pela bola e do prazer de se estar em campo. Acompanhado das belas ilustrações de Frank Morrison, ele mostra aos jovens aspirantes a boleiros — e, de tabela, a nadadores, tenistas, corredores e a todos aqueles que um dia sonham com um futuro no esporte — que nenhum prêmio, título ou recorde pode prevalecer sobre o amor ao jogo, e que não há reconhecimento capaz de superar a ideia de que devemos viver, e nos dedicar, àquilo de que realmente gostamos.

Olívia tem dois papais, de Marcia Leite (Ilustrações de Taline Schubach)
Filha adotiva de Raul e Luís, Olívia é uma menina curiosa e alegre que adora usar palavras complicadas e desfiar grandes raciocínios quando conversa com seus dois pais. Leia aqui o texto da editora Júlia Moritz Schwarcz sobre essa história de uma família um pouco diferente, mas totalmente encantadora.

A era do inconcebível, de Joshua Cooper Ramo (Tradução de Donaldson M. Garschagen)
A era de intensas transformações vivenciada pelo planeta a partir de fins do século XX requer de seus protagonistas uma nova modalidade de pensamento, inovadora e preparada para a imprevisibilidade do contexto mundial. Das relações internacionais à economia, passando pela cultura e pela política, o livro aborda os pontos nevrálgicos das mudanças aceleradas que ameaçam o status quo das velhas estruturas.

Você está aqui, de Christopher Potter (Tradução de Claudio Carina)
Como uma simples erva daninha pode ser mais complexa que uma galáxia inteira? Por que os aceleradores de partículas são instrumentos fundamentais na investigação da origem e do destino do Universo? Você está aqui explica em linguagem ao mesmo tempo acessível, rigorosa e poética os mistérios intrincados da física quântica, da astronomia e da biologia evolutiva, percorrendo a história das mais importantes descobertas científicas.

Para conhecer melhor as religiões, de Patrick Banon (Tradução de Álvaro Lorencini; Ilustrações de Olivier Marboeuf)
Existem inúmeras religiões sobre a Terra, e todas parecem ser o reflexo das mesmas preocupações humanas, sobretudo daquelas ligadas aos grandes mistérios da existência: o nascimento, a vida e o pós-vida. Em Para conhecer melhor as religiões, Patrick Banon analisa tanto o sentimento de religiosidade — investigando as expressões desse sentimento desde o início da história da humanidade — como as religiões mais difundidas no mundo — mostrando seus pontos comuns e suas especificidades e contextualizando-as historicamente.

* Essa história está diferente, anunciado no post de quarta-feira, chega às livrarias na segunda-feira, dia 31.

* * * * *

O Blog da Companhia indica os seguintes eventos até a semana que vem:

III Festival da Mantiqueira
Acontece, de 28 a 30 de maio, a 3ª edição do Festival da Mantiqueira, evento que reúne escritores renomados para conversas com o público sobre suas obras e literatura em geral. Estarão presentes no evento os autores Arnaldo Bloch, Carola Saavedra, Fernando Gabeira, José Eduardo Agualusa, Lira Neto e Spacca. Os ingressos são gratuitos e é necessário retirar senha para as mesas, atividades infantis e shows, uma hora antes do início das atividades, na bilheteria do evento, na praça principal.
Para mais informações sobre a programação, clique aqui.
Local: Praça Cônego Antonio Manzi, centro de São Francisco Xavier, distrito de São José dos Campos (138 km de São Paulo e 59 km de São José dos Campos)

2º Festival Internacional de Leitura de Campinas
29 de maio a 6 de junho.
Em sua segunda edição, o Festival Internacional de Leitura de Campinas contará com a presença dos autores Angela Lago, Tatiana Belinky, Fabricio Corsaletti, Ricardo Azevedo e Fabrício Carpinejar. Para mais informações, acesse: http://www.filc.com.br/filc2010/
Local: CIS Guanabara e Largo do Rosário – Campinas, SP

Mesa redonda: Literatura e futebol
Sábado, 29 de maio, às 15h.
As relações entre literatura e futebol serão debatidas por José Miguel Wisnik (professor de teoria literária, compositor, autor do livro Veneno Remédio, sobre futebol no Brasil), José Roberto Torero (escritor, cineasta e colunista de esportes) e Akins Kinte (poeta, diretor do documentário “Várzea, a bola rolada na beira do coração”). Mediação de Xico Sá (escritor, colunista do jornal Folha de S. Paulo e comentarista esportivo).
Local: Biblioteca Alceu Amoroso Lima – Rua Henrique Schaumann, 777 – São Paulo, SP

Contação de histórias e oficina do livro Zoo Zureta
Sábado, 29 de maio, às 16h.
Márcia Brito conta histórias e faz oficina de dedoches baseada no livro Zoo Zureta, de Fabrício Corsaletti, ilustrado por Ionit Zilbermann.
Local: Livraria da Vila – Avenida Moema, 493 – São Paulo, SP

Oh, l’amour: exposição de serigrafias
Sábado, 29 de maio, a partir das 14h.
A Loja Cachalote inaugura a exposição de serigrafias Oh l’amour, que traz gravuras temáticas de Rafael Coutinho, Manuela Eichner, Valentina Aires e Rita Vida. Saiba mais no site da loja.
Local: Loja Cachalote – Rua Ministro Ferreira Alves, 48 – Pompéia – São Paulo, SP

Versatilidades: Marçal Aquino e Convidados
Sábado, 29 de maio, às 18h.
Bate-papo com o escritor e seus convidados Marília Toledo (dramaturga) e Beto Brant, cineasta que dirigiu os filmes Os matadores e O invasor, ambos com roteiro de Marçal Aquino.
Local: SESC Ipiranga (Área de convivência) – Rua Paes Leme, 195 – São Paulo, SP

8º Salão do livro do Piauí
Acontece de 31 de maio a 6 de junho o 8º Salão do livro do Piauí. Fazem parte da programação do evento palestras de Antonio Cícero, autor de Finalidades sem fim, e do angolano Ondjaki, escritor de Avódezanove e o segredo do soviético. Para mais informações, acesse: http://www.fundacaoquixote.org.br/
Local: Complexo da Praça Pedro II – Teresina, PI

Lançamento do livro Do fundo do poço se vê a lua
Terça-feira, 1º de junho, às 19h.
O autor Joca Reiners Terron autografará, na Livraria Cultura, seu primeiro romance, publicado pela Companhia das Letras, Do fundo do poço se vê a lua. Assista ao trailer do livro aqui.
Após a sessão de autógrafos na livraria, o lançamento continuará na Mercearia São Pedro, na Vila Madalena.
Local: Loja Companhia das Letras por Livraria Cultura – Conjunto Nacional – Avenida Paulista, 2073 – São Paulo, SP
Após as 21h30: Mercearia São Pedro – Rua Rodésia, 34 – Vila Madalena – São Paulo, SP

Lançamento do livro Esqueleto na lagoa verde
Terça-feira, 1º de junho, às 19h.
A Companhia das Letras e a Livraria da Travessa promovem debate com Ana Arruda Callado, Davi Arrigucci Jr., Matinas Suzuki e Maurício Stycer, por ocasião do lançamento do livro Esqueleto na Lagoa Verde, de Antonio Callado, que faz parte da coleção Jornalismo literário da Companhia das Letras.
Local: Livraria da Travessa – Shopping Leblon – 2º piso – Av. Afrânio de Melo Franco, 290 – Rio de Janeiro, RJ

Mostra “Cineastas e Imagens do Povo”
Até 6 de junho.
A mostra reúne documentários citados no livro homônimo de Jean-Claude Bernardet, a mais abrangente antologia da história do documentário brasileiro moderno. Além de resgatar a história do nosso cinema, o evento exibe algumas cópias novas, confeccionadas especialmente para a ocasião. A programação também conta com a realização de debates com a presença de realizadores e de um curso ministrado por especialistas, organizado com o apoio da Universidade de São Paulo. O público tem a oportunidade de assistir filmes que falam das grandes questões culturais, políticas e sociais vividas no país nas últimas quatro décadas. A maioria deles se encontrava inacessível às novas gerações até esta merecida homenagem ao trabalho de um dos maiores críticos de cinema ainda em atividade no Brasil.
Veja mais informações e a programação completa aqui.
Local: CCBB – R. Álvares Penteado, 112 – Centro – São Paulo, SP

Exposição Ostengruppe: cartazes russos contemporâneos
Até 20 de junho.
O Instituto Tomie Ohtake traz cerca de 80 cartazes do Ostengruppe, grupo de designers russos com forte influência do futurismo e do construtivismo russo. Veja mais informações no site da exposição.
Local: Instituto Tomie Ohtake – Av. Faria Lima, 201 (Entrada pela Rua Coropés) – Pinheiros – São Paulo, SP

Feira do livro de Canoas
De 2 a 20 de junho.
Em sua 26ª edição, a Feira do livro de Canoas promoverá encontros com os autores Charles Kieffer, Luiz Ruffato, Ricardo Azevedo e Michel Laub. Para mais informações, acesse: http://www.feiradolivrocanoas.blogspot.com
Local: Praça da Bandeira – Canoas, RS