prêmio são paulo de literatura

Dobradinha da Companhia no Prêmio SP de Literatura

Ontem à noite, no Museu da Língua Portuguesa, foram anunciados os vencedores do Prêmio São Paulo de Literatura. E os dois livros premiados são da Companhia das Letras!

Melhor livro do ano: Passageiro do fim do dia, de Rubens Figueiredo

Melhor livro do ano – Autor estreante: Método prático da guerrilha, de Marcelo Ferroni

211 romances brasileiros concorriam ao prêmio. Os jurados foram Ignácio de Loyola Brandão, Alexandre Martins Fontes, Ruy Altenfelder, Regina Dalcastagnè e Francisco Foot Hardman.

Prêmio São Paulo de Literatura 2011 divulga finalistas

O Prêmio São Paulo de Literatura anunciou seus finalistas durante o Festival da Mantiqueira, e cinco títulos da Companhia das Letras estão entre os selecionados:

Melhor Livro do Ano:

  • Azul-corvo, de Adriana Lisboa (Rocco)
  • Paisagem com dromedário, de Carola Saavedra (Companhia das Letras)
  • Minha mãe se matou sem dizer adeus, de Evandro Affonso Ferreira (Record)
  • Do fundo do poço se vê a lua, de Joca Reiners Terron (Companhia das Letras)
  • Bolero de Ravel, de Menalton Braff (Global)
  • Chá das cinco com o vampiro, de Miguel Sanches Neto (Objetiva)
  • Poeira: demônios e maldições, de Nelson de Oliveira (Língua Geral)
  • Traduzindo Hannah, de Ronaldo Wrobel (Record)
  • Passageiro do fim do dia, de Rubens Figueiredo (Companhia das Letras)
  • Os negócios extraordinários de um certo Juca Peralta, de Sérgio Mudado (Crisálida)

Melhor Livro – Romancista Estreante:

  • Os Malaquias, de Andréa del Fuego (Língua Geral)
  • Perácio – Relato Psicótico, de Bráulio Mantovani (Leya)
  • A ilusão da alma: biografia de uma ideia fixa, de Eduardo Giannetti (Companhia das Letras)
  • Prosa de papagaio, de Gabriela Guimarães Gazzinelli (Record)
  • Inúteis luas obscenas, de Hélio Pólvora (Casarão do Verbo)
  • Manhã do Brasil, de Luis Alberto Brandão (Scipione)
  • Os unicórnios, de Marcelo Cid (7 Letras)
  • Método prático da guerrilha, de Marcelo Ferroni (Companhia das Letras)
  • O dom do crime, de Marco Lucchesi (Record)
  • Lugar, de Reni Adriano (Tinta Negra)

Os finalistas foram selecionados entre 221 romances, sendo 117 de autores estreantes e 104 de veteranos. O prêmio, concedido pelo Governo do Estado de São Paulo, anunciará seus vencedores no dia 1º de Agosto, em festa no Museu da Língua Portuguesa.