quem é quem

Quem é quem na Companhia das Letras

Nome: Douglas Giannotti

Há quanto tempo trabalha na editora? Há dez anos e nove meses.

Função: Sou auxiliar de expedição. Trabalho a maior parte do tempo na rua, fazendo entregas.

Um livro: Diário de Raquel, de Marcos Rey.

Sua parte favorita do trabalho: A parte que mais gosto é quando faço entregas e tenho contato com os clientes. Me sinto muito bem.

Por que você decidiu seguir essa carreira? Foi onde me destaquei mais, e por isso gosto de trabalhar nesta editora.

Uma história que você se lembre da editora: Lembro da mudança da editora de um depósito para um depósito maior, onde eu participei de todo o processo e pude ver o que ela se tornou hoje.

Quem é quem na Companhia das Letras

Nome: Anderson Da Silva Rodrigues

Há quanto tempo trabalha na editora? Um ano e oito meses.

Função: Hoje eu trabalho no departamento financeiro, na parte de contas a pagar (recentemente fui promovido a essa função). Trabalhei como office boy até março deste ano, e o trabalho se resumia em cuidar dos pagamentos do dia, ajudar em pagamentos estrangeiros, fechar movimentos bancários, fazer manutenção de pastas e arquivos e dar um apoio geral ao departamento financeiro. Hoje meu dia é um pouco diferente, e no momento estou  em fase de experiência, mas por enquanto cuido da digitação de notas, arquivos, pagamentos em geral.

Um livro: Os números do jogo, de Chris Anderson e David Sally

Sua parte favorita do trabalho: Simplesmente ver meu trabalho pronto e bem feito, rs.

Por que você decidiu seguir essa carreira? Sempre admirei muito a área financeira, mas nunca foi meu forte lidar com números, cálculos etc. Acabou surgindo uma vaga de office boy no departamento, e foi onde tudo começou. A Editora e todos do Financeiro sempre me apoiaram a nunca desistir — sempre me incentivando. E hoje é nessa área e aqui que quero permanecer.

Uma história que você se lembre da editora: Desde quando entrei escuto o pessoal aqui do financeiro falando que o nosso lema é “nota boa é nota digitada!!”. Com qualidade, é claro. Na verdade é mais uma brincadeira que acabou pegando com o tempo e sempre que temos muitas notas pra digitar, usamos esse termo, rs.

 

Quem é quem na Companhia das Letras

Nome: Simone Oliveira

Há quanto tempo trabalha na editora? Há um ano e dois meses.

Função: Sou auxiliar de planejamento no departamento de produção. Efetuo as movimentações do estoque de papel e organizo o arquivo físico dos custos de produção.

Um livro: Tenho muitos preferidos, mas minha atual paixão é Livro de receitas para mulheres tristes, do Héctor Abad.

Uma citação ou passagem de livro:

“Essa tendência a trair, a mentir e a ser totalmente franca. A se esconder ou a se mostrar demais. Esse cuidado em tomar tanto cuidado, para no fim contar sua história, sua verdade nua e crua, a um desconhecido. Essa vontade de fugir, de sair correndo quando alguém dá sinais de que começa a conhecê-la, quando você ainda não se revelou. Essa vertigem de ficar. Essa indomável sede de alguém e de não estar com ninguém. De envolver as carícias em palavras. Essa vontade de mudar sem abrir mão de nada. Essa fome do impossível. Como pensar nessa confusão contraditória? É verdade e é mentira, está certo e está errado, e não há saída.

Nada a fazer. Tome um copo d’água.” – Livro de receitas para mulheres tristes

Sua parte favorita do trabalho: Gosto muito de controlar o retorno de papel imune e de organizar os arquivos.

Por que você decidiu seguir essa carreira? Sempre fui apaixonada por livros e tinha o sonho de trabalhar em uma editora!

Uma história que você se lembre da editora: Um dia a Rafaela, do Departamento de Educação, estava apresentando a editora para algumas crianças e adolescentes, e ao dizer que nosso departamento cuidava da compra de papel e dos custos dos livros, um dos meninos disse: “Ah, aqui eles fazem a parte chata!”. Poxa! Ele acha chato e eu acho tão legal!

 

Quem é quem na Companhia das Letras

Nome: Victor Augusto De Jesus Cruz Soares

Há quanto tempo trabalha na editora? 5 meses e 6 dias!

Função: Eu tenho duas funções. A primeira, fazer cópias, encadernar, scanear, etc. A segunda é ficar no correio digitando os endereços para serem mandados aos seus destinos.

Um livro: Um motim no tempo, de James Dashner

 

Quem é quem na Companhia das Letras

Nome: Bruno Porto Gonçalves

Há quanto tempo: Um mês.

Função: editor da Paralela, o selo comercial da Companhia das Letras. Eu faço aquisição e edição de livros de autores nacionais e estrangeiros. No caso dos nacionais, compramos livros que já estão prontos ou desenvolvemos ideias e depois vamos atrás de autores para executá-las. No dos estrangeiros, buscamos lá fora livros que sejam interessantes para o nosso público, compramos os direitos, traduzimos e lançamos aqui. No caso de ambos, brasileiros e estrangeiros, acompanho a preparação e revisão dos textos.

Um livro: Pastoral Americana, do Philip Roth.

Uma citação: “Ele aprendeu a pior lição que a vida pode ensinar – a de que ela não faz sentido”. Uma frase dolorida, mas inesquecível como a obra do Roth.

Sua parte favorita do trabalho: São muitas, mas atingir um público de novos leitores, pessoas que até pouco tempo nunca tinham pego num livro, certamente é uma delas.

Por que você decidiu seguir essa carreira? Fiz jornalismo e trabalhar numa editora é um desdobramento natural disso. Saí da redação, mas sigo lidando com texto e, sobretudo, histórias. E quem sobrevive sem histórias?