quem é quem

Quem é quem na Companhia das Letras

Nome: Olívia Lima

Há quanto tempo trabalha na editora? 3 meses e meio

Função: Sou estagiária da Paralela e da Portfolio-Penguin, dois dos selos da Companhia das Letras. Ajudo a Thais e a Quezia, que são as editoras. O trabalho é bem variado; ajudo a preparar livros, libero provas, traduzo alguns releases, respondo os e-mails dos leitores, controlo os prazos das traduções e preparações e faço os pagamentos dos colaboradores. Algumas atividades são fixas, outras variam bastante de acordo com a necessidade e com os livros que estão sendo feitos.

Um livro: 1984, do George Orwell. E vou citar um infantil também, porque marcou minha infância! Volta ao mundo em 52 histórias, do Neil Philip, da Companhia das Letrinhas.

Sua parte favorita do trabalho: É muito legal poder trabalhar com livros e acompanhar todas as etapas de produção, desde a escolha dos originais e contato com alguns autores, até a preparação do texto, aprovações de capa, etc. Ver o livro pronto e saber que você também deu uma mãozinha. E adoro estar por dentro dos próximos lançamentos!

Por que você decidiu seguir essa carreira? Gosto de ler e de trabalhar com o texto e gosto de fotografia e design, que também estão presentes na produção dos livros. Decidi seguir essa carreira porque une um pouco de tudo isso.

Quem é quem na Companhia das Letras

Nome: Marina de Melo Munhoz

Há quanto tempo trabalha na editora? Acabo de completar 3 meses!

Função: Sou estagiária da Lucila na editoria de produção. Aqui, acompanho fechamentos de preparações e provas e ajudo a organizar o fluxo de trabalho, auxiliando os editores a cumprir os prazos de entrega dos aparatos de seus livros (textos de orelha, quarta capa e divulgação).

Um livro: No momento, estou lendo (e devorando!) o último do Galera, Barba ensopada de sangue. O próximo será Nu, de botas, do Antonio Prata — ouvi dizer que é engraçadíssimo! Mas, se for para dizer o autor preferido, escolho o Saramago. O livros de que mais gosto são História do cerco de Lisboa, O ano da morte de Ricardo Reis e Memorial do convento.

Uma citação ou passagem de livro:

“você para
a fim de ver
o que te espera

só uma nuvem
te separa
das estrelas”

Toda poesia, de Paulo Leminski.

“Cegueira também é isto, viver num mundo onde se tenha acabado a esperança.” – Ensaio sobre a cegueira, de José Saramago

“Posso dizer-lhe que a amo, Não, diga só que gosta de mim, Já o disse, Então guarde o resto para o dia em que for verdade, se esse dia chegar, Chegará, Não juremos sobre o futuro, esperemo-lo para ver se ele nos reconhece […]” – História do cerco de Lisboa, de José Saramago

Sua parte favorita do trabalho: Adoro ficar por dentro dos lançamentos — além de morrer de orgulho de poder fazer parte de uma editora tão renomada!

 

Quem é quem na Companhia das Letras

Nome: Erick Komatsu

Há quanto tempo trabalha na editora? 5 meses

Função: Sou analista contábil/fiscal. Elaboramos em conjunto demonstrações contábeis e entrega das obrigações.

Um livro: Steve Jobs – a biografia, de Walter Isaacson.

Sua parte favorita do trabalho: O fechamento contábil – pelo desafio de todo mês e a satisfação do trabalho cumprido.

Por que você decidiu seguir essa carreira? Pela convivência com os meus amigos que já estavam atuando na área. Me interessei ao conhecer melhor e também ingressei no mundo da contabilidade.

Quem é quem na Companhia das Letras

Nome: Ednalva Almeida Brito

Há quanto tempo trabalha na editora? 3 anos

Função: Sou divulgadora, vou às livrarias para verificar se os livros chegaram, como está a exposição e para falar deles com os livreiros. Também verifico ações de Marketing – é um trabalho em conjunto com vendas.

Um livro: São muitos, mas vamos lá:

Reparação, do Ian Mc Ewan;  Olhai os lírios do campo,  Ana Terra – ambos de Erico Verissimo; Eu receberia as piores notícias dos seus lindos lábios, de Marçal Aquino; Desonra, de J. M. Coetzee; Três sombras, de Cyril Pedrosa …

Uma citação ou passagem de livro: “‘Sempre que me acontece alguma coisa importante, está ventando’ – costumava dizer Ana Terra. Mas, entre todos os dias ventosos de sua vida, um havia que lhe ficara para sempre na memória, pois o que sucedera nele tivera a força de mudar-lhe a sorte por completo.” – do livro Ana Terra, de Erico Verissimo

Sua parte favorita do trabalho: Falar de livros.

Por que você decidiu seguir essa carreira? A leitura faz parte da minha vida desde muito cedo, mas nunca imaginei que trabalharia com livros. Comecei trabalhando na Siciliano, e foi por acaso que deixei meu currículo.

Uma história que você se lembre da editora: Na Flip em que o Jonathan Franzen participou, eu e a Carol Daflon ficamos hospedadas no quarto que ficava acima da casa da Companhia. Mas ele queria um lugar reservado para descansar, então as meninas da imprensa nos perguntaram se tudo bem ele ficar no “nosso” quarto,  e claro que tudo bem. No mesmo momento encontrei um livreiro que era muito fã dele e claro que eu disse: “Adivinha quem está no meu quarto agora?!” rs.

Quem é quem na Companhia das Letras

Nome:  Luiz Fernando do Nascimento

Há quanto tempo trabalha na editora? Há exatamente 1.885 dias, ou 5 anos e dois meses.

Função: Analista de controladoria. Meu trabalho é preencher ou criar relatórios que deem respostas ao resultado ou desempenho da empresa. Além disso, lembro alguns departamentos de seu orçamento e saldo. Também dou suporte, para os poucos que precisam, em planilhas ou análises financeiras.

Um livro: Como vi que alguns colaboradores do quem é quem citaram mais de um livro e não foram punidos, nem sofreram represália, também vou pôr minha conta em risco e indicar alguns. Supertimes, de Khoi Tu; O menino do pijama listrado, John Boyne; Sonho grande, de Cristiane Correa.

Uma citação ou passagem de livro:
“Gente boa precisa ter coisas grandes para fazer, senão leva sua energia criativa para outro lugar” — do Jim Collins

“Um objetivo comum, claro e convincente é essencial para atrair os talentos corretos, inspirando-os a fazerem juntos um trabalho excelente.”
“Um objetivo comum significa que, quando você gritar AÇÃO!, todo se moverão na mesma direção.”
“Vocês não serão os melhores se fizerem tudo sempre do mesmo jeito.”
— todos do Khoi Tu

Sua parte favorita do trabalho: Poder dar opinião e interagir com os outros departamentos, sem dúvidas é uma das melhores partes. Mas devo confessar que ver um relatório criado por mim circulando pela empresa ou por uma reunião para discutir algo que fui o primeiro a questionar, também é muito gratificante. Admito que o reconhecimento é meu ponto fraco.

Por que você decidiu seguir essa carreira? Na verdade sempre me dei melhor com números, ainda bem, porque uma vez que sou disléxico, não me daria bem em outra área. Entrei na editora e o tempo, de forma natural, foi responsável pelo resto.

Uma história que você se lembre da editora: Não consigo me lembrar de nenhuma tão marcante assim, mas também não esqueço das palavras de meu antigo chefe ao anunciar minha demissão para vir trabalhar aqui na Companhia: “É uma ótima editora”. Estas palavras, junto com sua expressão de quem não perdeu para qualquer um, só corroborou minha decisão. Lembrando que eu trabalhava no ramo imobiliário e o conhecimento dele sobre o mundo editorial não era tão profundo.