wander antunes

Semana setenta e oito

Os lançamentos da semana são:

Claraboia, de José Saramago
Terminado em 1953 e até agora inédito, Claraboia narra com aguda percepção psicológica o dia a dia dos moradores de um modesto prédio de apartamentos em Lisboa, e revela um Saramago em pleno domínio da narrativa.

Clara dos anjos, de Wander Antunes (Ilustrações de Lelis)
Esta adaptação em quadrinhos do célebre romance de Lima Barreto recria com fidelidade o Rio de Janeiro do início do século XX e traça um panorama das tensões entre as classes sociais e o preconceito vigente na época. Introdução de Lilia Moritz Schwarcz.

Os filhos da viúva, de Paula Fox (Tradução de José Geraldo Couto)
Na véspera de uma viagem à África, Laura recebe em seu apartamento um pequeno grupo: Clara, a tímida filha de seu primeiro casamento; Carlos, seu irmão gay, crítico de música fracassado; e Peter, um editor amigo da família. No bota-fora, à medida que o álcool vai fazendo efeito, emergem podres e interditos da família. Antes do fim dessa longa noite, porém, Laura faz uma revelação, e que lança novas luzes a tudo o que aconteceu até então.

A consciência das palavras, de Elias Canetti (Tradução de Herbert Caro e Marcio Suzuki)
Para Elias Canetti, prêmio Nobel de Literatura de 1981, escrever é um ato de enorme responsabilidade, como ele mesmo afirma com todas as letras no ensaio que fecha este livro. Daí o seu título, A consciência das palavras, sob o qual se acham reunidos ensaios sobre Confúcio, Georg Büchner, Tolstói, Kafka, Hermann Broch, Karl Kraus e Hitler, além de uma evocação da tragédia de Hiroshima por intermédio do diário de um de seus sobreviventes.